3:11 pm - terça-feira novembro 22, 4907

Para ser campeão, Flamengo precisa do 0x0

Edição e postagem: Denison Duarte, em 21-11-2013 00:35 | Última modificação: 28-11-2013 08:50
Hospital de Olhos

Tudo igual na primeira parte da decisão da Copa do Brasil. Em Curitiba, o Atlético-PR até saiu na frente, mas acabou empatando com o Flamengo em 1 a 1. As duas equipes voltam a se enfrentar já na próxima semana, desta vez no Maracanã, para decidir o campeão da competição.

Além de ter o apoio da torcida, o time carioca passa a jogar por um 0 a 0 para levantar o troféu. Um novo empate por 1 a 1 leva o jogo para os pênaltis, e qualquer igualdade com dois ou mais gols marcados dão o título para o Atlético-PR.

A partida desta quarta acabou igual até mesmo na forma como saíram os gols. O Atlético-PR abriu o placar com um golaço em chute da entrada da área de Marcelo. Pouco depois, o Flamengo devolveu a ‘pintura’ com Amaral, da intermediária, soltando uma bomba no ângulo do goleiro Weverton.

Nos desfalques, pior para o Flamengo. O time carioca viu André Santos e Chicão saírem de campo lesionados, e ambos passam a preocupar para a partida decisiva. O Atlético-PR, por sua vez, perdeu o meia Éverton, que estará suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O jogo – Em clima de decisão, a partida começou bastante nervosa, com troca de passes errados dos dois lados. A primeira oportunidade apareceu aos 9 minutos, em uma cobrança de escanteio, mas longe de ter qualquer sucesso. Após a bola viajar do lado esquerdo, Chicão ficou livre para completar de primeira, mas furou e desperdiçou a chance de colocar o Flamengo em vantagem. Depois, Elias ainda tentou bater de longe, mas mandou longe do gol.

O Atlético só chegou com perigo aos 17 minutos, mas aproveitou muito bem a primeira chance que criou. Após cobrança de lateral, Paulo Baier ajeitou, e Marcelo recebeu ainda na intermediária. O atacante cortou para o meio sem ser acompanhado por ninguém e soltou uma bomba da entrada da área. A bola foi com muita força e morreu no ângulo, sem chance alguma para Felipe.

Atrás no placar, o Flamengo ainda perdeu André Santos, que sentiu uma lesão e acabou substituído por João Paulo. O time carioca, porém, não se intimidou e foi buscar rapidamente o empate. E com a mesma moeda com que sofreu o primeiro gol. O volante Amaral recebeu na intermediária e resolveu arriscar de longe. A bola foi como uma bomba para o gol, também sem chance alguma para Weverton.

Com a igualdade, o Atlético-PR resolveu se soltar e criou mais duas boas chances na etapa inicial. Aos 35, Éderson fez jogada pela esquerda e cruzou. Marcelo dominou e bateu, mas pegou mal na bola e mandou para fora. Dois minutos depois, mais um cruzamento, desta vez de Paulo Baier, e Everton se jogou para cabecear, mas também mandou para fora. O Flamengo não conseguiu responder e ainda perdeu Chicão, que também saiu lesionado, substituído por Samir.

A etapa final começou de novo com o time da casa pressionando. Logo aos 3 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio na área, e Luiz Alberto subiu bonito para cabecear. O goleiro Felipe precisou se esticar todo para espalmar. Aos 12, Marcelo recebeu pela esquerda e arriscou o chute cruzado. Felipe de novo espalmou, e a bola quase sobrou limpa para Éderson apenas empurrar para as redes.

A partir daí, porém, o Flamengo acordou. Aos 19, Luiz Antonio puxou um contra-ataque e fez fila do lado direita antes de arriscar o chute cruzado que passou raspando o travessão. Cinco minutos depois, um novo contra-ataque, e Paulinho achou Léo Moura sozinho dentro da área, mas o lateral pegou muito mal na bola e chutou por cima do gol.

Aos 30, a chance veio na bola parada. Luiz Antônio foi derrubado na entrada da área e teve uma grande chance. O próprio meia flamenguista bateu por fora da barreira, no canto do goleiro, e a bola saiu tirando tinta da trave.

Em jogo de golaçoes, as duas últimas chances seriam em pancadas de fora da área. Aos 31, Everton arriscou o chute de fora da área e obrigou Felipe a se esticar para espalmar mais uma vez. Pelo Flamengo, João Paulo respondeu em um chute cruzado que quase morreu no ângulo do goleiro Weverton, mas acabou indo para fora.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 1 FLAMENGO

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)

Data: 20 de novembro de 2013, quarta-feira

Horário: 21h50(de Brasília)

Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Alessandro Rocha (Fifa-BA)

Cartões amarelos: Pedro Botelho (Atlético-PR); Leonardo Moura, Elias (Flamengo)

Gols:

ATLÉTICO-PR: Marcelo, aos 17 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Amaral, aos 29 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton, Juninho, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Dellatorre); Deivid, Zezinho, Everton e Paulo Baier (Maranhão); Marcelo e Ederson (Ciro). Técnico: Vagner Mancini

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Wallace, Chicão (Samir) e André Santos (João Paulo); Amaral, Luiz Antônio, Elias e Carlos Eduardo (Diego Silva); Paulinho e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE