3:11 pm - quarta-feira novembro 23, 1194

CBF admite erro, mas diz: ‘Lusa é culpada’

Edição e postagem: Denison Duarte, em 20-12-2013 23:39 | Última modificação: 28-12-2013 19:40
Hospital de Olhos

Pois bem, resumindo a história: existe no site da CBF uma área exclusiva para os clubes, chamada ‘BID Suspensão’. Essa área é usada desde setembro e tem a função de orientar os clubes sobre jogadores punidos e suspensos. No caso de Heverton, da Lusa, seu nome aparecia nesta área como ‘cumpriu’ mesmo depois de ele ter pego mais um jogo de suspensão.
Ou seja: A Lusa vai tentar provar que a CBF informou incorretamente sobre a liberação do atleta, que acabou jogando contra o Grêmio e causou o problema pro clube paulista.
Ontem mesmo a CBF resolveu se posicionar. Disse que realmente errou e colocou no site a informação errada sobre o atleta. Confirmou que a atualização da página é defasada mesmo. Aliás, como várias outras áreas do site da CBF, que é uma piada, cá entre nós.
A entidade, porém, disse que isso não exime a Portuguesa de culpa no caso. A CBF cita o artigo 57 do Regulamento Geral das Competições para se defender:
“O controle da contagem do número de cartões amarelos e vermelhos é da exclusiva responsabilidade dos clubes, não cabendo à CBF nenhum tipo de obrigação ou responsabilidade, ainda que mantenha um sistema de contagem para o seu necessário controle administrativo.”
Ou seja, não importa se ela passou ou não a informação errada. A responsabilidade é do clube de controlar quem pode ou não entrar em campo.
Só que uma outra corrente diz que o Estatuto do Torcedor informa que as decisões do STJD só têm validade quando publicadas na internet. Como o julgamento de Heverton aconteceu na sexta, 6 de dezembro, a decisão só foi publicada no site da CBF na segunda, dia 9. E em outra área, não no BID Suspensão. Quer dizer, no dia 8, quando ele jogou, teoricamente a punição ainda não tinha efeito porque não havia sido publicada.
Só que a Lusa foi condenada com base no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz que a punição já estava valendo logo depois do julgamento, na sexta.
O CBJD diz uma coisa, o Estatuto do Torcedor diz outra. E agora, qual dos dois está certo? Qual deles deve ser usado no julgamento?
A verdade é que agora a Lusa tem bons argumentos nas mãos pra tentar reverter a história. Dia 27 teremos mais um capitulo dessa novela.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE