AMARANTE

PIAUÍ

Escola estadual leva projeto de leitura a alunos da zona rural

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


O entusiasmo para levar a educação a quem precisa é parte do trabalho da Unidade Escolar Areolino Leôncio, localizada na zona rural de Teresina, na região da 21° Gerência Regional de Educação (GRE), no Grande Dirceu. Gestores e professores têm desenvolvido atividades para atender alunos que não possuem acesso à internet em localidades afastadas do centro urbano e a escola tem feito buscas ativas quinzenais com entrega de atividades e acompanhamento.

A proposta da ação visa garantir acesso à educação aos estudantes durante a pandemia. A unidade segue as orientações e ações desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio das gerências regionais, com a meta de diminuir os impactos das medidas de restrições para combate ao coronavírus.

“A escola teve todo o cuidado de levar as atividades aos alunos da zona rural. Pensando no acolhimento, eles levaram o projeto de leitura Lendo em Casa, uma iniciativa da equipe gestora e da professora Siloane Fontes com o objetivo de proporcionar uma atividade extra e prazerosa aos alunos”, disse a gerente da 21ª GRE, Walderice de Carvalho Rodrigues.

Leia Também:  Educação Técnica e Profissional avança no Piauí

A diretora da escola, Carmina Fernandes de Sousa, explica que o projeto de leitura tem tido bons resultados e engajamento dos estudantes. “Para levar o projeto até aos alunos, pedimos o apoio da GRE/Seduc para nos fornecer o transporte. Inicialmente levamos o projeto a 10 alunos que se mostraram interessados, organizamos uma caixa bem decorada e colocamos uma variedade de livros paradidáticos, livros de fácil leitura para chamar atenção. Junto aos livros, organizamos uma pasta com ficha de leitura para que os alunos possam escrever sobre a leitura que fizeram, possam identificar (autor, título, o que achou da leitura) e levamos também um kit mimo para cada um contendo lápis, caneta, borracha e alguns chocolates”, disse a educadora.

A equipe da escola fará as avaliações das fichas de leitura de cada aluno, que contém a data da entrega dos livros e a data prevista  para a devolução. “Estamos montando um portfólio com as atividades devolvidas dos alunos para fazer a avaliação do projeto e saber do interesse dos alunos”, finalizou a diretora.

Leia Também:  Governo do Estado pavimenta vias urbanas em cidades do sul do Piauí

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

PIAUÍ

Em reunião com ONU e OMS, governadores garantem 8 milhões de doses de vacinas para o Brasil

Avatar

Publicados

em


O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, reuniu-se, na tarde desta sexta-feira (16), com membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na oportunidade, foi anunciada a antecipação de quatro milhões doses de vacinas contra o coronavírus para o Brasil, de um total de oito milhões. A reunião foi por meio de videoconferência e contou com a participação dos demais governadores brasileiros integrantes do Fórum de Governadores.

A reunião foi solicitada pelos governadores brasileiros e teve como objetivo fazer um apelo para uma ajuda humanitária ao Brasil para aquisição de vacinas contra a Covid-19, além de remédios e sedativos que compõem o chamado kit intubação. Quem atendeu o pedido foi a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed.

O coordenador do tema vacina do Fórum dos Governadores e governador do Piauí, Wellington Dias, enfatizou que todos reconhecem e têm um posição muito clara de que o problema é do Brasil mas é também do mundo. “Em razão disso, deve-se priorizar o Brasil e sensibilizar os países que são parte da ONU a fim de garantir agilidade na entrega de vacinas, assim como insumos e medicamentos que faltam. É necessário também o compromisso de tratarem sobre a antecipação da transferência tecnológica para a produção de IFA, no Brasil, pela Fiocruz, Butantan e outros laboratórios para que o Brasil, a partir daí, possa também ajudar o mundo”, justificou.

Leia Também:  Paulo Martins avalia Pró Piauí como de fundamental importância para superar a crise na economia

“A OMS reconheceu que estava no seu cronograma para maio e que vai antecipar o envio de quatro milhões de doses e vai estar tratando com a Índia, Coreia, Espanha, Itália, China e quem tiver condições de ajudar, por essa situação particular do Brasil, com reconhecimento do elevado números de óbitos diários, muitos acima daquilo que acontece em outros países”, disse Wellington Dias. Ao todo, serão oito milhões de doses do consórcio Covax-Facility, das quais quatro milhões serão entregues em abril e o restante, em maio.

O gestor piauiense também revelou que foi colocado em discussão o tema da quebra de patente. “Estamos vivendo um momento de guerra contra o coronavírus, com muitas vidas humanas em jogo”, enfatizou.

Os governadores manifestaram um compromisso com a ONU de manterem um diálogo, mesmo com as diferenças políticas, para conterem a circulação de pessoas com o objetivo de evitar a transmissibilidade. “É preciso, aqui no Brasil, serem adotadas medidas internamente para evitar o crescimento dos casos. Somadas às vacinas, estas medidas retroativas vão gerar resultados. Somente as vacinas, neste instante, não vão resolver”, disse Wellington Dias.

Leia Também:  Mulher é encontrada morta com fraturas próximo à BR-135

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA