Menu...

20 de junho de 2018

Justiça condena Globo e Ana Maria Braga a indenizar juíza em R$ 150 mil


Hospital de Olhos

RIO DE JANEIRO – O Superior Tribunal de Justiça decidiu manter a condenação da Rede Globo e de Ana Maria Braga por conta de um desabafo feito pela apresentadora contra a atuação da juíza Luciana Viveiro Seabra em uma edição do “Mais Você” exibida em 2007.

Ana Maria e a emissora terão de pagar cerca de R$ 150 mil para a juíza por danos morais.

No dia 20 de novembro de 2007, a loira se manifestou contra a posição tomada por Luciana no caso de um jovem que matou a ex-namorada e se suicidou em seguida.


Ana Maria ficou revoltada ao saber que a juíza havia sido a favor da liberdade provisória do assassino cinco meses antes de ele cometer o crime. Ao vivo, a apresentadora fez questão de falar da magistrada e pediu que os espectadores gravassem o nome.

Luciana abriu um processo contra a estrela e o canal carioca após se tornar alvo de uma série de críticas. A emissora chegou a entrar com recurso indeferido pela Justiça.

De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, Ana Maria divulgou o nome da magistrada como se ela “tivesse colaborado para a morte da vítima”.

Comente aqui

leo. in odio eget ipsum risus. consequat. leo ante.