AMARANTE

ESPORTES

Em emergência médica, Osaka veta tocha olímpica em vias públicas

Avatar

Publicado em

ESPORTES


Osaka, uma região do oeste do Japão, realizará o revezamento da tocha olímpica em um parque sem espectadores, e não em vias públicas, já que um recorde de infecções pelo coronavírus levou o governo local a declarar uma emergência médica nesta quarta-feira (7).

Autoridades de saúde temem que uma variante do vírus esteja provocando uma quarta onda de infecções só 107 dias antes do início da Olimpíada de Tóquio, e uma campanha de vacinação ainda se encontra em um estágio inicial.

Hirofumi Yoshimura, governador de Osaka, disse que a passagem da tocha pelas ruas será cancelada, acrescentando que o sistema médico enfrenta pressões enormes e que uma variante mais infecciosa fez os casos dispararem entre os jovens.

“É quase certo que esta linhagem mutante é altamente contagiosa e com uma velocidade alta de transmissão”, disse ele em comentários televisionados. “Gostaria de pedir aos moradores do município de Osaka que evitem sair desnecessariamente. O sistema médico está em uma situação muito dura.”

Agora o revezamento da tocha olímpica acontecerá no Parque Comemorativo Expo ’70, um parque de 260 hectares administrado pelo município de Osaka, sem público, disseram os organizadores da Olimpíada de Tóquio.

Leia Também:  Brasileirão: Grêmio arranca empate com Atlético-MG, em Porto Alegre

O comitê organizador da Tóquio-2020 “implantará todas as medidas necessárias para garantir um ambiente seguro para todos os portadores da tocha que desejem correr ali”, como disse em um comunicado.

A etapa do revezamento em Osaka está marcada para os dias 13 e 14 de abril.

(Por Rocky Swift e Kiyoshi Takenaka; reportagem adicional de Sakura Murakami e Chris Gallagher)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Pré-Olimpicos de Saltos Ornamentais e Águas Abertas têm novas datas

Avatar

Publicados

em


A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta sexta-feira (8) que remarcou para o período de 1 a 6 de maio a Copa do Mundo de Saltos Ornamentais em Tóquio (Japao), e realizará o Pré-Olímpico de Águas Abertas (maratonas aquáticas) nos dias 19 e 20 de junho, na cidade de Setúbal (Portugal). As competições foram adiadas no último dia 1º de abril, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

Por meio de nota oficial, a entidade disse que ainda estuda uma nova data para o Pré-Olímpico de Nado Artístico, inicialmente marcado para o período de 18 a 23 de abril, em Tóquio. O torneio foi cancelado no último dia 3, também em razão da pandemia. 

No Pré-Olímpico de Saltos Ornamentais, o Brasil será representado por oito atletas classificados em seletiva realizada em fevereiro, no  Rio de Janeiro: Ingrid Oliveira, Giovanna Pedroso, Anna Lucia Santos, Luana Lira, Isaac Souza, Ian Matos, Luis Felipe Moura e Kawan Pereira. 

Leia Também:  Brasileirão: Grêmio arranca empate com Atlético-MG, em Porto Alegre

Em março, foi realizada a Seletiva Brasileira para o Pré-Olímpico de Maratona Aquática. Foi definido que Guilherme Costa e Allan do Carmo representarão o Brasil em busca da última vaga para as Águas Abertas.

Os nadadores Guilherme Costa e Allan do Carmo vão brigar pela da última vaga para no Pré-Olímpico de  Águas Abertas. Eles se classificaram em março, em seletiva brasileira. 

No Pré-Olímpico de Nado Artístico, o país terá o dueto Laura Micucci e Luisa Borges.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA