AMARANTE

Piauí

Detento escreve livro e comercializa na internet

Publicado em

Piauí


O tempo livre numa cela pode proporcionar reflexões sobre o momento atual e novas perspectivas de vida. Foi o que pensou o reeducando Adão Silva que, dentro do cárcere, escreveu poesias que vieram a se tornar um livro, hoje, comercializado na internet.

Adão no mundo literário é Dom Valentim, seu pseudônimo no cenário das poesias e arte. Dom Valentim é quem assina “Traços e Letras”, obra que escreveu enquanto estava custodiado em Picos, na Penitenciária Prof. José de Deus Barros.

O reeducando conta que o amor pela poesia veio desde fora do sistema, mas a oportunidade maior de expressar esse sentimento aconteceu atrás das grades.

“A oportunidade maior, o tempo e a inspiração vieram aqui no sistema. Aproveitei e quero que sirva de exemplo para os demais da minha comunidade carcerária, que eles possam ter gosto pela leitura, por escrever. Na minha cela, por exemplo, tem um rapaz que não sabia ler nem escrever. Hoje ele está aprendendo. Estou apoiando, ajudando e isso é bom, pois o conhecimento não é só pra mim. Estou passando para os demais à minha volta”, ressalta o interno.

Leia Também:  Governo cederá espaço em Picos para Centro de Convivência dos Produtores Agrícolas

Traços e Letras contêm, em 214 páginas, poesias e ilustrações com temáticas sobre romantismo, amor, as riquezas do Piauí como frutas, os sítios arqueológicos, sua terra natal e muito mais. O livro está disponível e sendo comercializado no site Clube dos Autores.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

Blitz educativa chama a atenção para a responsabilidade no trânsito

Publicados

em


Na manhã desta quarta-feira (22), a Águas de Teresina realizou blitz educativa com o objetivo de trabalhar a conscientização para um trânsito mais seguro e humanizado com os condutores que trafegavam na avenida Professor Camilo Filho. A ação integra a programação da Semana Nacional de Trânsito e contou com a participação do Programa Vida no Trânsito (PVT), da Polícia Rodoviária Federal, Ciptran, Detran, Strans, Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, Ciptran, Secretaria Estadual de Saúde e Samu.

“Cuidar de vidas é algo que está na natureza da Águas de Teresina. Segurança e percepção de risco são essenciais no cuidado com a vida, não só dos nossos colaboradores, como de todos da sociedade. Hoje, possuímos uma frota de mais de 200 veículos operacionais circulando pela capital, o que torna oportuno o desenvolvimento de atividades como essas com foco no comportamento atento e seguro de todos no trânsito”, destacou Fernando Lima, diretor-executivo da empresa.

A rota educativa consistiu na entrega de panfletos informativos, sacolinhas de lixo e orientações sobre as regras de trânsito e as medidas de segurança de motoristas e pedestres. Para a motociclista Railane Andrade, a iniciativa é bastante importante, uma vez que tem ocorrido muitos acidentes na capital, envolvendo principalmente condutores de moto. “Essa conscientização é essencial. Eu mesma fui vítima de acidente de trânsito, por conta da imprudência do outro, então é mais do que urgente, ações como esta”, detalhou.

Leia Também:  Trio é preso após aplicativo enviar fotos íntimas de celular roubado para proprietária do aparelho

A iniciativa contou também com palestra ministrada pela Polícia Rodoviária Federal aos colaboradores da empresa. O inspetor Segundo, durante sua palestra, chamou a atenção para ações que prejudicam a segurança nas vias. “O trânsito é uma atividade social em que todos têm a mesma responsabilidade, no cuidado com a vida do outro e em manter a atenção durante a condução de um veículo, evitando ações que podem prejudicar uma direção segura, como atender o celular, por exemplo”, comentou.

O colaborador Edmar, do setor de Manutenção da Águas de Teresina, reforçou que recebeu orientações preciosas para o desenvolvimento de bons hábitos no trânsito. “A palestra tirou muitas dúvidas e trouxe informações importantes para o nosso dia a dia, mostrando o que é necessário para colocar em prática atitudes preventivas e que evitem acidentes”, disse.

De acordo com dados divulgados, recentemente, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, de cada 10 vítimas de acidentes fatais, 8 são homens e, nos últimos 17 anos, o número de acidentes envolvendo motocicletas subiram de 8% para 33%.

Leia Também:  Trator em operação pega fogo próximo ao anel viário de Parnaíba
Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA