AMARANTE

SAÚDE

Covid-19: zona oeste do Rio ganha ponto de vacinação drive-thru

Avatar

Publicado em

SAÚDE


Moradores da zona oeste do Rio de Janeiro terão, a partir de hoje (28), mais um ponto de vacinação contra a covid-19. O novo local fica no Centro de Instrução Milcíades Portela Alves (Ciampa), da Marinha, em Campo Grande, e atenderá pedestres e também no sistema drive-thru. O funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, de 8h ao meio-dia.

Por enquanto, serão atendidos apenas os grupos prioritários que receberão a primeira dose da imunização. Estão nesta lista os trabalhadores da limpeza urbana, guardas municipais, motoristas e cobradores de ônibus, condutores do transporte escolar, profissionais de educação e das forças de segurança, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência e gestantes com comorbidades.

Pelo calendário escalonado, hoje serão atendidas mulheres dos grupos prioritários com 58 anos e profissionais de saúde com 42 anos. As gestantes com comorbidades não precisam seguir o escalonamento de idade e gênero.

O escalonamento segue a ordem decrescente de idade e intercala um dia para homens e outro para mulheres. Por enquanto, foi divulgado o calendário até o dia 29 de maio, quando serão atendidos os homens com 45 anos dos grupos prioritários. Os profissionais de saúde seguem o calendário por idade decrescente, que esta semana atende os de 40 anos na sexta-feira.

Leia Também:  São Paulo fecha comércio e restaurantes durante festas de fim de ano

O calendário de vacinação e a lista dos grupos prioritários e das comorbidades estão no site.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Saúde distribuirá mais 6,4 milhões de doses de vacinas contra covid-19

Avatar

Publicados

em


O Ministério da Saúde começa a distribuir, amanhã (18), um novo lote de vacinas contra a covid-19. Os 26 estados e o Distrito Federal devem receber pouco mais de 6,4 milhões de doses de imunizantes, sendo 4,7 milhões da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz; 1,08 milhão da CoronaVac, do Instituto Butantan, e 647 mil doses do imunizante da Pfizer/BioNTech.

Segundo o ministério, o lote de CoronaVac será enviado a 12 estados que pediram o produto do Instituto Butantan a fim de aplicar a segunda dose da vacina em pessoas que já receberam a primeira dose e precisam concluir o ciclo vacinal.

A BioNTech, da Pfizer, será destinada para aplicação da primeira dose em quem tem uma deficiência permanente e pessoas com comorbidades – incluindo gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias) comórbidas, que também podem receber a CoronaVac.

Segundo recomendações dos fabricantes, a segunda dose da CoronaVac deve ser aplicada em um espaço de quatro semanas após a pessoa ter recebido a primeira dose. A AstraZeneca/Oxford e a BioNTech, em 12 semanas. O Ministério da Saúde orienta a população a tomar a segunda dose da vacina mesmo após estes prazos.

Leia Também:  São Paulo tem mais sete drive-thrus para vacinação contra Covid-19

Segundo a pasta, mais de 89,4 milhões de doses de imunizantes já foram distribuídas para todo o país, e mais de 52,7 milhões delas já tinham sido aplicadas até ontem (16).

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA