AMARANTE

SAÚDE

Covid-19: Rio vacina profissionais da limpeza urbana esta semana

Publicado em

SAÚDE


O município do Rio de Janeiro retoma hoje (24) a vacinação contra a covid-19 dos profissionais da limpeza urbana. Os trabalhadores da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) podem comparecer aos postos de hoje (24) a sábado (26) para receber a primeira dose do imunizante. É necessário apresentar o último contracheque ou declaração para comprovar o vínculo com a empresa pública.

Seguindo o calendário de vacinação da cidade, também podem comparecer aos postos de vacinação hoje as mulheres de 48 anos, amanhã (25) será a vez dos homens dessa idade e no sábado ocorrerá a repescagem para pessoas também a partir dessa idade.

Ainda nesta semana, o município vacina as grávidas e as mulheres que tiveram filho há pouco tempo. Independentemente da idade, elas poderão ser imunizadas em qualquer dia da semana. Esta fase do Programa Nacional de Imunização (PNI) abrange as grávidas e puérperas sem comorbidades para a covid-19. Elas receberão a vacina da Pfizer ou a CoronaVac, já que o Ministério da Saúde suspendeu a aplicação da AstraZeneca/Fiocruz nesse grupo.

Na próxima semana, dias 28, 29 e 30 de junho, serão vacinadas as pessoas com 47 anos. Em julho serão contempladas as pessoas entre 46 e 38 anos e em agosto, entre 37 e 18 anos, sempre respeitando o escalonamento por idade e sexo. Setembro será a vez dos adolescentes, começando com as meninas de 17 anos no dia 1º, e meninos de 17 anos no dia 2, seguindo até o dia 15 de setembro, quando ocorre a repescagem para todos os adolescentes a partir de 12 anos.

Leia Também:  Estados Unidos doam 3 milhões de doses da Janssen para o Brasil

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

SP: 445 pessoas vão para o fim da fila por recusar marca de vacina

Publicados

em


A prefeitura de São Paulo registrou 445 recusas da vacina contra o coronavírus até a manhã de hoje (3). Elas assinaram um termo porque não aceitaram a marca de imunizante disponível no momento e, por isso, passaram para o fim da fila da vacinação.

A medida, adotada para coibir a escolha da marca de vacina, entrou em vigor na terça-feira (27) da semana passada, a partir de uma lei aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito Ricardo Nunes. 

Assim, quem recusar a imunização ao ser informado sobre o fabricante da vacina só terá novamente a oportunidade de receber a dose quando todo o cronograma municipal de vacinação for concluído.

São abertas exceções apenas para gestantes e puérperas [que tiveram filhos recentemente] e para aqueles que tiverem comorbidade comprovada por recomendação médica.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que as equipes buscam acolher e orientar as pessoas que tentam recusar a vacina, de modo a mostrar a importância da imunização. Na abordagem, são explicados os riscos de não se vacinar e que a eficácia de todas as marcas de imunizante usadas na campanha é semelhante.

Leia Também:  Estados receberão 864 mil unidades de medicamentos de intubação

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA