AMARANTE

ESPORTES

Copa Verde: Remo bate Manaus e encara rival Paysandu na semifinal

Publicado em

ESPORTES


Clássico mais vezes disputado no futebol mundial, o Re-Pa decidirá uma das vagas à final da Copa Verde. Nesta quarta-feira (24), o Remo superou o Manaus por 2 a 0 no Baenão, em Belém, no jogo de volta do confronto pelas quartas de final da competição, que reúne times do Espírito Santo e das regiões Centro-Oeste e Norte. Na partida de ida, no último dia 12, as equipes empataram por 2 a 2 na Arena da Amazônia.

Na semifinal, o Leão Azul terá pela frente o Paysandu, tradicional rival estadual, contra quem já atuou incríveis 760 vezes na história. O último clássico foi disputado em abril deste ano, com vitória remista por 4 a 2, na Curuzu, pelo Campeonato Paraense. A partida de ida será na próxima quarta-feira (1º de dezembro), às 20h (horário de Brasília), com mando do Papão. O Remo será o anfitrião do jogo de volta, no dia 4, às 17h.

Foi a segunda temporada seguida que paraenses e amazonenses se enfrentaram pela Copa Verde. Na edição passada, o duelo foi pelas semifinais, também com vitória do Remo. Após empatarem por 1 a 1 em Manaus, o Leão goleou por 6 a 2 em Belém e se credenciou à decisão, onde foi superado pelo Brasiliense, nos pênaltis.

Leia Também:  Massaranduba manda recado a Jai Herbert: "Se não for o melhor, não vai aguentar"

Envolvido na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro e com um jogo decisivo no domingo (28), às 16h, contra o Confiança, no Baenão, o Remo foi a campo com um time misto. Seis dos jogadores titulares no empate por 2 a 2 com o Vasco, na última sexta-feira (19), em São Januário, no Rio de Janeiro, saíram jogando nesta quarta. O elenco do Manaus, por sua vez, vive uma reformulação após a participação na Série C, com atletas em fim de contrato deixando o clube.

Em melhor condição, o Remo teve o controle das ações e foi para o intervalo com dois gols de vantagem. Aos 33 minutos, o meia Felipe Gedoz bateu falta da intermediária e o atacante Neto Pessoa inaugurou o placar, de cabeça. Aos 42, Neto Pessoa cruzou da direita, Felipe Gedoz não conseguiu cabecear, mas a bola foi direto para o gol e o goleiro Gleibson aceitou. No segundo tempo, aos 28 minutos, Jefferson escapou da marcação na entrada da área e chutou. Gleibson deu rebote e o também atacante Erick Flores completou para as redes.

Leia Também:  Surfe: etapa do circuito mundial no RJ é cancelada devido à pandemia

O campeão da Copa Verde ganha vaga na terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem. Em 2021, a presença neste estágio da competição nacional já garantia uma premiação de R$ 1,5 milhão. Os valores referentes à edição de 2022 ainda não foram anunciados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Copa Verde: Paysandu e Remo empatam em clássico de tempos distintos

Publicados

em


Tudo igual na 761ª edição do Re-Pa, clássico mais vezes disputado no futebol mundial. Nesta quarta-feira (1), Papão e Leão Azul empataram por 2 a 2 na Curuzu, em Belém, na partida de ida do confronto pelas semifinais da Copa Verde. O jogo de volta será neste sábado (4), às 17h (horário de Brasília), no Baenão, também na capital do Pará. A decisão da vaga à final será nos pênaltis em caso de nova igualdade.

O ganhador terá pela frente quem se classificar no confronto entre Vila Nova e Nova Mutum, que fazem o segundo jogo nesta quinta-feira (2), às 16h, no estádio Valdir Doilho Wons, em Nova Mutum (MT). No duelo de ida, há uma semana, os goianos venceram por 3 a 0 no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.

O duelo reuniu rivais que vivem momentos de reformulação. Recém-rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro, o Remo tem seis jogadores com vínculo até 2022, sendo que, dentre eles, apenas o goleiro Vinícius foi titular no clássico. O zagueiro Kevem, o meia Tiago Miranda e os atacantes Tiago Mafra e Ronald iniciaram o duelo no banco, enquanto o meia Lucas Siqueira, com uma luxação no ombro, não foi relacionado.

Leia Também:  Surfe: etapa do circuito mundial no RJ é cancelada devido à pandemia

Já o Paysandu, que não atuava há três semanas, acertou aditivos contratuais com parte do elenco da Série C para seguirem no grupo até o fim da Copa Verde. Entre os que deixaram a Curuzu, destaque ao volante Perema, que defendeu o Papão nas últimas cinco temporadas.

Mais inteiro, o Papão tomou a iniciativa nos primeiros minutos e só não abriu o placar aos três minutos porque Vinícius fechou o ângulo do atacante Laércio, dentro da área, após os anfitriões tomarem a bola no campo de ataque. Aos 13, Jhonnathan encarou a marcação pela direita, na ponta da área, e cruzou para o também meia José Aldo, às costas do lateral Wellington Silva, concluir para as redes e colocar o time da casa à frente.

O Paysandu não diminuiu o ritmo e explodiu a torcida na Curuzu novamente aos 26 minutos. Vinicius e o zagueiro Fredson subiram juntos, atabalhoados, para afastar uma bola erguida na área pelo lateral Leandro Silva, pela direita. Na sobra, o atacante Danrlei bateu, de fora da área, e Laércio, de letra, desviou para o gol.

Leia Também:  LNF: Foz Cataratas e Magnus empatam no primeiro jogo da semifinal

O cenário se inverteu na volta do intervalo, com o Remo ligado e o Paysandu em ritmo lento. Aos três minutos, o atacante Neto Pessoa aproveitou o cruzamento pela esquerda do lateral Igor Fernandes, escapou do zagueiro Victor Sallinas e mandou para as redes, descontando para o Leão. Cinco minutos depois, Neto Pessoa foi derrubado pelo zagueiro Yan na área. O próprio camisa 9 cobrou e igualou o placar.

O empate deixou a partida mais tensa e truncada. Aos 24 minutos, após uma disputa de bola no meio-campo entre Jhonnathan e Anderson Uchoa, o volante do Remo agrediu o meia do Paysandu e foi expulso. A equipe bicolor se lançou ao ataque para retomar a vantagem, sem sucesso. Na melhor chance, aos 40, o meia Alan Calbergue arriscou da entrada da área e obrigou Vinícius a uma bela defesa de mão trocada.

O campeão da Copa Verde ganha vaga na terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem. Em 2021, a presença neste estágio da competição nacional já garantia uma premiação de R$ 1,5 milhão. Os valores referentes à edição de 2022 ainda não foram anunciados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA