AMARANTE

ESPORTES

Comitê Paralímpico dos EUA não exigirá atletas vacinados em Tóquio

Avatar

Publicado em

ESPORTES


O Comitê Paralímpico dos Estados Unidos (USOPC) ajudará os atletas a conseguirem vacinas contra o novo coronavírus (covid-19), mas não exigirá que sejam imunizados para competirem nos Jogos de Tóquio, declarou a presidente-executiva da entidade, Sarah Hirshland, nesta quarta-feira (7).

Como no dia anterior o presidente norte-americano, Joe Biden, orientou os Estados a ampliarem o acesso a vacinas a pessoas de 18 anos ou mais a partir de 19 de abril, a maior parte dos atletas terá acesso ao imunizante bem antes da abertura dos Jogos de Tóquio, no dia 23 de julho. Porém, o USOPC não exigirá a imunização.

Em vez disso, o USOPC disse que fornecerá apoio logístico para conectar atletas e outros funcionários a locais onde possam ser vacinados: “Não estamos rastreando, não exigiremos a vacina nem dos atletas da equipe dos EUA, nem de quaisquer outros membros da delegação”, disse Hirshland durante a sessão inaugural da reunião virtual de três dias da equipe norte-americana.

“Estamos facilitando totalmente este acesso para tentar ajudar a conectar as pessoas com os sistemas locais de saúde pública ou de hospitais locais, com prestadores locais, para que, onde quer que estejam treinando no país, tenham uma rota fácil para se vacinarem”, afirmou a dirigente.

Leia Também:  Redes sociais confirmam: Brasil é, disparado, o país do futebol

O USOPC está incentivando atletas e funcionários a receberem a vacina particularmente agora que o Japão está entrando no que parece ser uma quarta onda da pandemia quando faltam 107 dias para a cerimônia de abertura dos Jogos.

Os atletas parecem ouvir o conselho da entidade, e aqueles que participaram da reunião nesta quarta-feira indicaram que já tomaram a vacina ou se registraram para receber uma.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Pré-Olimpicos de Saltos Ornamentais e Águas Abertas têm novas datas

Avatar

Publicados

em


A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta sexta-feira (8) que remarcou para o período de 1 a 6 de maio a Copa do Mundo de Saltos Ornamentais em Tóquio (Japao), e realizará o Pré-Olímpico de Águas Abertas (maratonas aquáticas) nos dias 19 e 20 de junho, na cidade de Setúbal (Portugal). As competições foram adiadas no último dia 1º de abril, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

Por meio de nota oficial, a entidade disse que ainda estuda uma nova data para o Pré-Olímpico de Nado Artístico, inicialmente marcado para o período de 18 a 23 de abril, em Tóquio. O torneio foi cancelado no último dia 3, também em razão da pandemia. 

No Pré-Olímpico de Saltos Ornamentais, o Brasil será representado por oito atletas classificados em seletiva realizada em fevereiro, no  Rio de Janeiro: Ingrid Oliveira, Giovanna Pedroso, Anna Lucia Santos, Luana Lira, Isaac Souza, Ian Matos, Luis Felipe Moura e Kawan Pereira. 

Leia Também:  Vídeo da vitória no 1º combate: judoca piauiense Sarah Menezes derrota Reka Pupp em Paris

Em março, foi realizada a Seletiva Brasileira para o Pré-Olímpico de Maratona Aquática. Foi definido que Guilherme Costa e Allan do Carmo representarão o Brasil em busca da última vaga para as Águas Abertas.

Os nadadores Guilherme Costa e Allan do Carmo vão brigar pela da última vaga para no Pré-Olímpico de  Águas Abertas. Eles se classificaram em março, em seletiva brasileira. 

No Pré-Olímpico de Nado Artístico, o país terá o dueto Laura Micucci e Luisa Borges.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA