AMARANTE

ESPORTES

COB anuncia premiação em dinheiro a medalhistas de Tóquio 2020

Publicado em

ESPORTES


A busca dos atletas brasileiros pelo pódio em Tóquio 2020 a partir de 23 de julho ganhou um incentivo a mais do Comitê Olímpico  Brasileiro (COB). A entidade anunciou a premiação em dinheiro de todos os medalhistas, sejam das modalidades individuais ou por equipes. 

“Quero anunciar, em primeira mão, a decisão da diretoria do Comitê Olímpico do Brasil para homenagear e reconhecer o trabalho de vocês atletas, principais protagonistas do Movimento Olímpico. Com esta ação, o COB reconhece o esforço, o comprometimento e a disciplina colocados em prática para a conquista de uma medalha olímpica. Essa premiação é oriunda de recursos privados do COB e é fundamentada em um dos nossos pilares: a meritocracia. Desejo a todos um excelente trabalho e tenham em mente, em primeiro lugar, a saúde de vocês”, disse Paulo Wanderley Teieira, presidente da entidade, durante encontro virtual realizado ontem (23) com integrantes da delegação brasileira. 

Leia Também:  Sensei Rhuan Mitchell ministra primeira aula como faixa preta em São Francisco do MA

Os valores variam de R$ 100 mil a R$ 250 mil para para os medalhistas dos esportes individuais. Já nas modalidades coletivas, o montante da  premiação anunciada será dividido pelos integrantes: pode variar entre R$ 200 mil a R$ 500 mil para equipes com seis atletas, e vai de R$ 300 mil a R$ 750 mil para times com sete atletas. 

Os medalhistas recebem por cada conquista e podem acumular premiação. A entrega dos valores ocorrerá ainda este ano. Até o momento, o país tem 273 vagas confirmadas para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A última delas foi confirmada nesta sexta-feira (24) com a convocação do tenista cearense Thiago Monteiro pela Federação Internacional de Tênis (ITF, sigla em inglês). O mineiro João Menezes já estava classificado para Tóquio.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

No Z4 da Série B, Cruzeiro acerta retorno de Vanderlei Luxemburgo

Publicados

em


O Cruzeiro anunciou nesta terça-feira (3) o retorno de Vanderlei Luxemburgo. O técnico de 69 anos se apresenta à Toca da Raposa, em Belo Horizonte, na quinta-feira (5). A provável estreia será neste sábado (7), às 11h (horário de Brasília), contra o Brusque, no estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC), pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A missão do treinador é recuperar o time celeste na competição. Além de ocuparem a 18ª posição, na zona de rebaixamento à Série C, com só 13 pontos, os mineiros não vencem há mais de um mês. O último triunfo foi em 24 de junho, quando superaram o Vasco por 2 a 1 no Mineirão. De lá para cá, foram três derrotas e seis empates – o mais recente, um 2 a 2 com o Londrina no sábado passado (31), em casa, levou à saída do técnico Mozart.

A primeira passagem de Luxemburgo pelo Cruzeiro foi entre 2002 e 2004, com 107 jogos, 68 vitórias, 22 empates, 17 derrotas e aproveitamento de 70,4%. O ano mais marcante foi 2003, quando levou o clube à tríplice coroa, com os títulos dos Campeonatos Mineiro e Brasileiro e da Copa do Brasil. O técnico voltou à Raposa em 2015, mas ficou só três meses, com seis triunfos, três igualdades, dez tropeços e 36,8% dos pontos disputados.

Leia Também:  Santos vence Corinthians na Vila e ainda sonha com Libertadores

O último trabalho de Luxemburgo foi no Vasco. Ele assumiu o Cruzmaltino em dezembro do ano passado, mas não evitou a queda da equipe carioca à Série B. Foram três vitórias, quatro empates e cinco derrotas no comando do Gigante da Colina, de onde saiu em fevereiro deste ano, após o a confirmação do rebaixamento. Antes, ele dirigiu o Palmeiras, onde foi campeão paulista de 2020, mas foi demitido após o início irregular no Brasileiro.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA