Menu...

18 de Janeiro de 2018

Tratamento igualitário: Governo do Piauí realiza em Amarante Fórum de Equidade em Saúde


Hospital de Olhos

O combate às desigualdades na assistência à saúde é um desafio para todos os entes do Sistema de Saúde. Garantir o atendimento mais humanizado e igualitário para as populações que sofrem algum tipo de discriminação, como por exemplo, os negros, as comunidades quilombolas e dos terreiros, também integram as ações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Para efetivar esse atendimento, a Secretaria mobilizou a Diretoria da Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde (Duvas), por meio da Coordenação de Promoção da Equidade, para planejar e executar ações de políticas públicas junto a grupos de movimentos étnicos e sociais. As ações foram divuldadas em razão do Dia Nacional de Denúncia e Luta contra o Racismo, comemorado nesta quarta-feira (13).

Como primeira ação, foi reativado o Comitê de Promoção da Equidade em Saúde com o Plano de Ações para o Biênio 2015/2016. O comitê mobiliza lideranças de comunidades quilombolas, de campo e floresta, terreiros, segmento LGBT, movimento negro, movimento de terreiro e pessoal em situação de rua no sentido de tornar mais amistosa a relação entre estas populações e os agentes de saúde e profissionais da área na hora do atendimento nos hospitais e unidades de saúde.

A segunda ação atinge 20 municípios nesses dois primeiros anos, com o Curso de Formação e Capacitação dos Profissionais de Saúde que estão nas localidades onde existam comunidades quilombolas, ciganas, indígenas e terreiros. “Temos a informação de que os agentes de saúde, por não saberem lidar com essas questões, preconceito e falta de informações, não visitam casas onde funcionam terreiros, nem as comunidades ciganas. Então, nosso primeiro passo é capacitar essas pessoas em relação à política de equidade”, explica o coordenador Gilvano Quadros.

Essa capacitação iniciou pela rede de hospitais de Teresina. Profissionais do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Hospital Dirceu Arcoverde (HPM) e no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela já foram capacitados. Em seguida, a formação será com a equipe dos hospitais Infantil Lucídio Portela e Areolino de Abreu, Unidade de Saúde do Mocambinho e Maternidade Dona Evangelina Rosa.

No terceiro momento será realizado o Fórum de Equidade em Saúde nos municípios de Parnaíba, Esperantina, Batalha, Teresina, Campo Maior, Oeiras, Paulistana, Bom Jesus, São Francisco do Piauí, Pedro II, AMARANTE, Piripiri, Valença do Piauí, Floriano, Picos, São Raimundo Nonato, Morro cabeça no tempo, Cocal de Telha, Uruçuí, São João do Piauí.

Está prevista também a Feira da Cidadania e Equidade, que vai prestar serviços de utilidade pública e divulgar os serviços de Equidade em Saúde para a população.

Fonte: Governo do Piauí

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE