Menu...

Última Notícia

11 de dezembro de 2017

Amarantino tenta obter CNH em Teresina e diz que foi vítima de cobrança de propina


Hospital de Olhos

Propina no Detran – A aquisição de carteiras de habilitação, mediante pagamento de propina dos candidatos tem sido o foco das denúncias feitas contra funcionários de autoescolas e também do Detran-PI, conforme reportagem da TV Clube exibida nesta quinta-feira (25).

De acordo com as denúncias, a aprovação e, consequentemente, a obtenção da carteira, somente é possível com o pagamento de “um lanche para os fiscais”.

A cobrança, para que os candidatos não sejam punidos, segundo o G1, é feita pelos avaliadores que deveriam assumir o papel apenas de fiscalizadores.

“O instrutor me perguntou se eu não teria interesse de facilitar na minha habilitação e eu perguntei como que ele poderia facilitar e ele disse que tinha uns colegas no Detran, que são os avaliadores , e por um certo valor que ele até usou o termo “lanche”. Eu pagaria um lanche para os fiscais e eles me aprovariam no teste”, denunciou um candidato ao G1.

A denúncia feita ao G1 não representa um caso isolado. Outros candidatos apontam para um suposto esquema de propina no Detran por parte dos avaliadores e instrutores.

Um candidato de Amarante, que tentou o teste final para conseguir a habilitação em Teresina, afirma que realizou todos os procedimentos corretamente, mas, por não aceitar pagar a propina, teve sua habilitação negada.

“Inexplicavelmente eles me reprovaram. Só que, antes do teste, o instrutor da autoescola em Teresina me disse que eu teria que pagar R$ 300,00, para garantir a habilitação. Caso contrário, eu seria reprovado!”, disse o candidato ao Somos Notícia, que preferiu ser identificado pelo codinome Messias Amarante.

“Eu levei o problema para a banca de examinadores para ver como resolver o problema, mas não há como provar. Fica apenas apenas a palavra dos examinadores contra a do aluno. Não é feita nenhuma vistoria no veículo”, completa o candidato.

Alguns afirmam que solicitaram acesso às imagens de dentro do prazo previsto pelo Detran. “Fiz solicitação das imagens e nessa solicitação aparece eu entrando na baliza corretamente e de repente fica tudo preto e aparece só o carro saindo. Não registra nada, simplesmente nada”, falou um dos candidatos ao G1.

Propina no Detran | Crime

A Defensoria Pública considera que se trata de uma notícia criminal de corrupção passiva. “Está prevista no código penal no artigo 317, é aquele que o agente público solicita para si ou para outra uma vantagem indevida para realizar algum favor particular”, explicou a defensora pública, Patrícia Monte.

Já o diretor de habilitação do Detran, Carlos Wilson Ferreira, afirmou que o sistema de monitoramento é novo e apresenta falhas provocadas por oscilações de energia.

“Com a conclusão de que houve irregularidade a gente afasta o examinador e se for o caso pode ocorrer até a expulsão, mas precisamos de embasamento”, relatou o diretor, ao solicitar que os candidatos que forem alvo dos crimes formalizem a denúncia com provas.

Edição e postagem: Denison Duarte

Com informações do G1

Radar Financeira

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE