Menu...

17 de Janeiro de 2018

Sentindo-se lesados, clientes da Oi Velox em Amarante buscam acionar Ministério Público


Hospital de Olhos

Os usuários da Oi Velox em Amarante estão sem conexão estável há aproximadamente seis meses. diversas queixas têm sido feitas junto à operadora por antigos e novos clientes. Dentre as várias reclamações está também a de quedas constantes da conexão.

“As vezes, a gente passa vários minutos enviando ou recebendo um único arquivo, mesmo sendo uma simples foto”, disse o músico e empresário Nelinho Lemos. Os planos contratados na sua maioria em Amarante são de 600 Kbps, “e não chega a 100 Kbps”, completa.

Contactada a operadora, os atendentes reconhecem a dificuldade na prestação dos serviços com qualidade. “Nosso sistema está com defeito há muito tempo, mas, por enquanto, estamos trabalhando nos reparos”, afirmou o atendente Marcos numa chamada de suporte realizada no último domingo, 17.

Acionar o Ministério Público está entre as alternativas que os clientes acreditam que vai fazer o serviço voltar à sua normalidade. Outra medida gira em torno de denúncias junto à Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel).

“A gente já não aguenta tamanho descaso. Nós precisamos nos mobilizar em prol dessa causa”, afirmou o técnico em manutenção de computadores, Luiz Francisco Vilarinho, ao afirmar que vai convocar os clientes de Amarante para acionar o Ministério Público.

Assim como os demais usuários, ele se sente lesado, e pede a ajuda dos clientes para a correção dos problemas de lentidão na rede e quedas de conexão, não só em Amarante, mas em todo o Médio Parnaíba. “Apenas eu reclamo junto à operadora. Se for assim, ninguém vai resolver nada! Se todos reclamassem, seria ótimo, assim a gente teria mais força. Eu vou denunciar novamente a Oi e abrir um processo na Anatel”, completa o técnico.

O músico Nelinho Lemos considera que o Ministério Público é a melhor alternativa. “Nós vamos resolver isso na Justiça. Vamos mobilizar a todos que têm Oi Velox para buscar nossos direitos.”

A Anatel está aferindo e acompanhando indicadores de qualidade da conexão da velocidade de banda larga oferecida pelos provedores em todo o país. As operadoras que estão na mira da Anatel são Oi, NET, VIVO, GVT, Algar Telecom, Embratel, Sercomtel, Cabo, Live TIM e SKY Banda Larga.

A Entidade Aferidora da Qualidade da conexão de banda larga, realiza testes periódicos de downloads e uploads por meio de software instalado e pré-configurado pela Anatel em equipamentos conhecidos como Whitebox, fornecidos a usuários em todo o Brasil. Mas o projeto, segundo a Anatel, somente será encerrado em cinco anos.

Edição e postagem: Denison Duarte

Tags: ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE