3:11 pm - sábado novembro 24, 2170

‘Não tive apoio de nenhum político’, diz Miguel de Branco, novo presidente da Chapada da Arara

Edição e postagem: Denison Duarte, em 29-07-2015 21:25 | Última modificação: 29-07-2015 21:25
Hospital de Olhos

A Associação do Assentamento Chapada da Arara, na zona rural de Amarante, passou pela eleição mais apertada da sua história no último domingo, 26. Miguel José de Carvalho, o Miguel de Branco, que encabeçou a Chapa 2, venceu as eleições à presidência da entidade, tendo a idade como critério de desempate contra o seu adversário Francisco Leitão, conhecido como Breguinha.

Segundo ele, o maior desafio residiu no fato de o seu oponente ter apoio de assessores do executivo municipal. “O processo eleitoral me deixou surpreso porque só na seção havia quatro pessoas ligadas ao Sindicato do Trabalhadores Rurais de Amarante (STR). Estiveram envolvidos apoiando o candidato Breguinha alguns vereadores, além do vice-prefeito e várias lideranças”, disse o presidente eleito e já empossado.

O processo eleitoral foi acirrado. Foram 33 votos para Breguinha contra 33 para Miguel de Branco, este último venceu tendo como critério de desempate a idade. Ao todo são 76 sócios. Aptos a votar estavam 71, votaram 67, e apenas um dos votos foi nulo.

O candidato se disse com temor durante todo o processo de votação. “Eu tive medo, pois o vereador José Pereira esteve de prontidão na porta da seção o tempo todo, o que é ilegal num processo eleitoral”, reforça o presidente eleito ao afirmar que estava sem nenhum político e nenhuma liderança a seu favor.

A posse aconteceu no mesmo dia. Miguel de Branco recebeu o cargo do ex-presidente Nilson André, que veio de uma administração de dois anos.

O presidente eleito assumiu determinado a resolver uma preocupação que vem assolando a comunidade há anos. “A minha luta vai ser constante na busca por água à nossa comunidade”, encerra.
1_765
Edição e postagem: Denison Duarte

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE