Menu...

14 de dezembro de 2017

Antes de falecer, mãe do escritor Bebeto Soares deixou mensagem gravada com recado aos filhos


Hospital de Olhos

Na tarde desta sexta-feira (25) foi sepultada no Cemitério Municipal de Amarante, a mãe do escritor Bebeto Soares, Dona Luísa Santos Sousa, conhecida como Luísa Soares.

Segundo o escritor, ela morreu na própria residência aos 95 anos, e de forma rápida. “Por volta das 4h30 ela tomou um leite. Pensávamos que ela tivesse dormido, mas logo percebemos que ela não estava mais viva”.

Amigos e conhecidos foram dar o último adeus a Dona Luísa na rua Da Costa e Silva, no centro de Amarante, onde residia e também onde criou os seus onze filhos, dentre eles o escritor, Leila Soares, Josélia Soares e Joaquim Filho.

Dona Luísa, que também ajudou na criação e formação de netos e bisnetos, era esposa de Joaquim Soares de Sousa, conhecido como Joaquim Fogoió. Dentre os seus passatempos prediletos estava o hábito de ler e escrever, apesar do pouco estudo.

Mesmo residindo em Amarante desde a sua juventude, Dona Luísa era natural do município de Angical do Piauí.

Poucos dias antes de falecer, ela deixou um áudio gravado com um pedido de forte amizade, amor e ajuda mútua entre os filhos para que que todos busquem o caminho da verdade e da pureza. “Meu deus abençoai os meus filhos e que eles saibam ter paciência uns com os outros. Que eles se entendam, que eles tenham amizade e amor uns com os outros e que eles conheçam o caminho da verdade porque ninguém pode enfrentar a vida sozinho.”

Para ela, o escritor deixou uma mensagem no Facebook sob o título “Falece um grande amor da minha vida”. Ele a homenageou, relatando parte da história de vida e das atividades que ela desenvolveu ao longo dos 93 anos de idade.

CONFIRA A MENSAGEM DO ESCRITOR:

FALECE UM GRANDE AMOR DA MINHA VIDA
Minha querida mãe, LUISA SANTOS SOARES, a popular Luisa do Joaquim Fogoió (falecido), natural de Angical do Piauí, nascida em 20 de setembro de 1922, faleceu aproximadamente às 05 horas de ontem (25) – NATAL, em sua residência, Rua Da Costa e Silva – Centro de Amarante (PI), onde seu corpo foi velado. O sepultamento ocorreu as 17 horas de ontem no Cemitério Municipal de Amarante.

Minha saudosa mãe residiu em Amarante desde jovem. Quem a conheceu sabe, fez história em Amarante com muita disposição de trabalho e larga criatividade. Trabalhou por muito tempo no grande comércio de seu pai adotivo, Ciro Sousa. Em seguida, instalou junto com seu marido uma casa comercial, na época, a maior do município. Luisa Soares, como era mais conhecida, tinha pouco estudo escolar, mas sempre teve o hábito de ler e de escrever; um dom em redação. Narrou por escrito fatos históricos de pessoas famosas e talentosas de Amarante, inclusive, de seus familiares.

LUISA SOARES era ainda portadora de um vasto material que dá um grande livro. Encrespava cabelos; considerada uma das maiores que Amarante já teve na criação e confecção de roupas, especialmente as infantis. Uma frase marcante de Luisa Soares quando endereçou um telegrama no dia do casamento de sua parenta próxima: “Parabéns hoje PT Felicidades sempre pt”.
Deixou onze filhos, vários netos e bisnetos.
FILHOS: Rosália, Rosita, Antonio Luís, Luís Alberto, Roberto, Joaquim Filho, Leila, Jorge, Marcílio, Josélia e Fernando

Dona Luísa Soares, 2 anos antes do falecimento

dona luisa

Edição e postagem: Denison Duarte
Fotos: Bebeto Soares

Tags:

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE