Menu...

12 de dezembro de 2017

Levar água onde há gente, e levar gente onde há água


Hospital de Olhos

Com o firme objetivo de debater proposta de regulamentação do novo marco legal e Política Nacional de Irrigação, diversas palestras têm sido realizadas em grande parte do Piauí e Maranhão pelo especialista em Irrigação, José Augusto (Cabeça).

Levar água onde há gente, e levar gente onde há água, tem sido o eixo das discussões de estratégia para o desenvolvimento social por meio da articulação de projetos de irrigação.

“Levar água onde há gente, e levar gente onde há água. Com este princípio, queremos debater a construção de uma proposta para a regulamentação do novo marco legal da Política Nacional de Irrigação, queremos com isso ressaltar a importância de articular os grandes projetos de irrigação com as demandas dos agricultores familiares em uma estratégia de desenvolvimento econômico e social. O desafio para esta região do semiárido é articularmos os recursos de terra e água, usando as melhores tecnologias para criarmos as melhores oportunidades para a geração de emprego e renda e a produção de alimentos. Por isso precisamos evoluir junto com as políticas hídricas no Piauí, abordando temas como abastecimento saneamento, geração de energia e irrigação”, afirmou ele.

O especialista em Irrigação diz quais são os passos a serem seguidos para a conquista desses objetivos. “Para isso temos que buscar ouvir os movimentos sociais, entidades de pesquisa e assistência técnica e extensão rural e também as suas contribuições, para os órgãos do Governo Federal responsáveis pelo desenvolvimento agrário e hídrico. Só a terra pela terra e a água pela água, não serão suficientes sem assistência técnica adequada e pesquisa voltada para as realidades destas pessoas, de forma coordenada e sistêmica. É louvável o avanço da reforma agrária no semiárido, sobretudo na qualidade e na viabilidade dos assentamentos na região. Com esta parceria entre Ministério da Integração e INCRA, poderemos prever o uso de irrigação, para os assentamentos que já buscam os recursos hídricos e, para as novas áreas, os projetos de desenvolvimento dos assentamentos possam prever desde o início o potencial de atendimento com água para irrigação”, conclui.

10487282_689815667781978_417239633479505806_n10433698_689815664448645_388933001204533848_n10432535_689815661115312_7651573670197035603_n10407097_689815697781975_1483857300414989192_n 10616299_689815707781974_4269695947296088497_n

Radar Financeira

Tags: , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE