Menu...

18 de dezembro de 2017

À imprensa, acusado e vítima não falam sobre cobrança de propina na Prefeitura de Amarante


Hospital de Olhos

Tem repercutido na imprensa piauiense desde a última quarta-feira, 27, a acusação contra o ex-secretário da Prefeitura Municipal de Amarante, Gutemberg Teixeira, de cobrança de propina para pagamento de notas fiscais a Edilson Nogueira Parente, dono de uma empresa de limpeza pública.

Gutemberg Teixeira estaria na Secretaria de Finanças do município quando o caso aconteceu. De acordo com um vídeo apresentado à polícia pela suposta vítima, o ex-assessor teria sido flagrado exigindo o valor de R$ 15 mil para liberar o pagamento de duas notas fiscais que totalizariam R$ 49 mil.

Em contato com Edilson Nogueira, o Portal Somos Notícia teve a confirmação de que o flagrante aconteceu no dia 5 de julho e que o valor a ser recebido era equivalente a dois meses de limpeza pública do município. Questionado sobre a confirmação do valor equivalente às duas notas, o empresário afirmou que não iria “falar nada sobre esse assunto.”

Do outro lado, o acusado afirmou que o fato não transcorreu como apresentado na imprensa piauiense. Ele assegura apenas que foi uma vítima e que o vídeo, por ter sido montado, não apresenta a versão verdadeira da situação. Gutemberg Teixeira afirma que está reunindo provas e que vai conceder uma entrevista ao Portal Somos Notícia esclarecendo os fatos.

As imagens foram disponibilizadas para a imprensa nesta quinta-feira, 28, pelo delegado Danúbio Dias da Silva, da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção, em Teresina. Ele afirma que a Justiça cogita a participação de outras pessoas, mas não liberou nenhum mandado de busca e apreensão.


Tags: , , , , ,

Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE