3:11 pm - terça-feira novembro 23, 5756

Detento preso por tráfico em Amarante foge da delegacia em menos de 24h depois da captura

Edição e postagem: Denison Duarte, em 14-02-2015 11:48 | Última modificação: 03-03-2016 09:23
Hospital de Olhos

Na noite desta sexta-feira, 13, o detento Elivelton de Sousa e Silva, 23, preso sob suspeita de tráfico de drogas, empreendeu fuga aproveitando a ausência do único policial de plantão na delegacia. Com ele, fugiu outro detento conhecido como Manteiga. Este último, acusado de roubo a residências em Amarante, já foi recapturado.

A ação ocorreu por volta das 20h no mesmo dia em que o detento Elivelton foi preso com sua companheira Karoline Pereira, 27.

Informações da Polícia Civil de Amarante asseguram que o foragido serrou o cadeado da cela onde estava preso e fugiu. “Alguém pulou o muro da delegacia e jogou uma serra pela entrada de ar da cela”, afirma o delegado Dr. Tomaz de Aquino ao dizer que o muro é baixo e não tem cerca elétrica que impeça a entrada de qualquer pessoa.

O detento foragido, no ato da prisão, foi pego com diversos cartões do programa Bolsa Família. De acordo com o delegado de Amarante, as suspeitas apontam que o mesmo recebia esses cartões como pagamento nas transações no tráfico.

No município, a delegacia conta com apenas um policial durante os plantões, o que facilita a ação de bandidos e a fuga de detentos. “Ele aproveitou o momento em que o único policial do plantão saiu para fazer a ronda na cidade”, declarou.

Todas delegacias das cidades mais próximas foram acionadas e as diligências estão sendo feitas no sentido de prendê-lo. As fotos do foragido foram enviadas para os delegados dos municípios vizinhos.

Questionado pelo Portal Somos Notícia sobre testemunhas da fuga, o delegado foi incisivo na resposta. “A vizinhança não colabora, por medo!”, afirma ele acreditando que alguém viu, mas teme retaliação, por isso, nada diz.

Outra deficiência visível na delegacia de Amarante é o acúmulo de presos. A polícia se mantém no aguardo de ordens judiciais para encaminhar os detentos para algum presídio. “Todos os presos deveriam ser encaminhados imediatamente para um presídio. Não era para ficar nenhum detento na delegacia, mas, como dependemos de uma ordem judicial, nós temos que aguardar a decisão da Justiça de encaminhamento para uma penitenciária, o que requer tempo.”

Foram vários meses de investigação para os policiais civis chegarem à prisão dos envolvidos nesta sexta-feira, 13. “De repente, a gente prende, mas devido uma falha de segurança o perdemos em menos de 24h”, lamenta.

Quem forneceu a serra ao detento

Outras investigações estão sendo feitas com a finalidade de descobrir quem forneceu a serra que possibilitou a fuga de Elivelton de Sousa. Segundo o delegado, o comparsa vai responder pela ação. “Nós vamos nos basear em um artigo da Lei que determina a punição de quem facilita a fuga de bandidos de prisões”, encerra.
Edição e postagem: Denison Duarte

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE