3:11 pm - domingo novembro 23, 5783

Consultório fechado em Amarante: Conselho deve enviar denúncia ao MP para solicitar inquérito

Edição e postagem: Denison Duarte, em 15-07-2015 20:24 | Última modificação: 16-07-2015 09:17
Hospital de Olhos

Durante intensa atividade de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia (CRO-PI) em busca de irregularidades em consultórios de todo o Piauí, um novo caso de exercício ilegal da Odontologia foi flagrado em Amarante na última semana.

Um anúncio irregular em uma rádio local despertou a atenção de fiscais do CRO que estavam no município. A equipe logo buscou identificar o “prático”. O autor da irregularidade teve sua identidade não informada pela fiscalização.

Segundo o Conselho, ele atuava no município sem nenhuma habilitação, nem tampouco formação para exercer os serviços odontológicos.

Após levantamento de dados, o portal Somos Notícia foi informado que o laboratório é particular e com atendimento a pacientes em consultório na zona urbana do município.

“Os fiscais do CRO/PI foram a Rádio, onde era veiculado o anúncio e após comprovação da irregularidade, o mesmo foi retirado do ar. Em seguida, a equipe do Conselho identificou o ‘prático’ e após notificação, o local, onde eram atendidos os pacientes e comercializadas as próteses foi fechado. No local eram feitos trabalhos de confecção de próteses, com manipulação de pacientes”, afirmou o CRO em seu site.

De acordo com informações do Conselho, “mesmo o técnico em prótese legalmente inscrito no CRO não pode manipular paciente. Este deve trabalhar apenas em cima das moldagens realizadas pelo cirurgião dentista. No caso flagrado no município de Amarante, o “prático” não tinha qualquer habilitação técnica para o serviço que realizava”.

Segundo os fiscais, os materiais de consumo e equipamentos encontrados no local são provas mais que suficientes para caracterizar o exercício ilegal da profissão, que é um crime previsto no Artigo 382 do Código Penal Brasileiro. A denúncia do CRO será encaminhada ao Ministério Público que poderá solicitar a instauração de um inquérito policial.
11057803_994695713882910_2890007364755352168_n

11214380_994695740549574_8719791206643149159_n

11745432_994695710549577_5413276325926905160_n

11745966_994695747216240_8448799596901027053_n
Edição e postagem: Denison Duarte
Com informações e fotos do Conselho Regional de Odontologia

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE