AMARANTE

PIAUÍ

Ciaspi oferece atendimento psicológico gratuito a servidores estaduais

Avatar

Publicado em

PIAUÍ


O Centro Integrado de Atenção ao Servidor (Ciaspi), vinculado à Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev), está oferecendo atendimento psicológico gratuito a servidores estaduais que estejam precisando cuidar da sua saúde emocional. As pessoas que tiverem interesse no serviço deverão entrar em contato com o Ciaspi, no turno da manhã, nos telefones (86) 99402-2379 e (86) 99404-4164. O atendimento é feito de forma virtual, por meio de videochamada.

A secretária de Administração e Previdência, Ariane Benigno, revela a preocupação com a saúde emocional dos servidores. “A pandemia do coronavírus já dura mais de um ano. Nesse tempo, o convívio social foi limitado, tivemos que adotar uma série de medidas para conter a disseminação do vírus: servidores foram afastados do trabalho presencial, do convívio diário com os colegas de trabalho, tiveram que se adaptar ao home office. Tudo isso tem gerado muita ansiedade nas pessoas. Pensando nisso e preocupados com a saúde dos servidores do Estado, resolvemos oferecer, por meio do Ciaspi, o serviço de atendimento psicológico a estas pessoas”, explicou a gestora.

Leia Também:  Concurso é cancelado para 1.161 candidatos após troca de provas no PI

A gerente de Atenção e Promoção a Saúde do Servidor, Elismary Alencar, informa que o atendimento será feito por dois psicólogos vinculados ao Ciaspi. “Serão 24 atendimentos semanais, de segunda a quinta-feira. O servidor que se interessar pelo atendimento psicológico deve ligar ou enviar whatsapp para os números de telefone que disponibilizamos e será agendado dia e hora para o atendimento, que será totalmente virtual”, explicou.

Elismary Alencar destacou que o Ciaspi avalia ampliar a quantidade de atendimentos conforme a demanda pelo serviço. “Nas primeiras semanas teremos um termômetro de como o serviço será recebido pelos servidores. De acordo com a procura, podemos expandir a quantidade de atendimentos a fim de garantir que todas as pessoas que busquem o serviço sejam acolhidas”, frisou.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PIAUÍ

Coordenadora da Cendrogas destaca trabalho de associação que acolhe moradores de rua há mais de 12 anos em Teresina

Avatar

Publicados

em


A coordenadora estadual de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Cida Santiago, parabenizou a Associação Beneficiente São Paulo Apóstolo (Abespa), entidade mantenedora da Pastoral do Povo da Rua da Arquidiocese de Teresina, que completou doze anos de sua fundação, na última quinta-feira (8). A Cendrogas é parceira da associação que tem por finalidade a promoção de ações de abordagem social, prevenção, habilitação, tratamento e reabilitação da população em situação de rua e dependentes químicos, possibilitando sua inclusão na vida social.

Cida Santiago ressaltou a importância da Abespa. “Este é um momento de agradecer pelo brilhante serviço realizado por padre João Paulo e toda equipe que faz a Abespa. É um trabalho de grande relevância porque busca, principalmente, resgatar a dignidade da pessoa humana. Nesse caso, a população em situação de rua”, destacou a coordenadora.

A Abespa foi fundada na Paróquia de Nossa do Amparo e teve como um dos primeiros colaboradores o padre Amadeu Matos, que agradeceu a todos que ajudaram no fortalecimento da entidade e no acolhimento dos moradores de rua. “Eu vejo este crescimento como uma bênção, no sentido de que o nosso Senhor Jesus Cristo foi mostrando para nós que o amor de Deus é o amor que cuida dos seres humanos. No evangelho de João, é tido que Deus tanto amor que deu a nós o seu filho Jesus Cristo. Então, queremos continuar essa missão de amar como Ele nos amou”, pregou.

Leia Também:  Secretário entrega Novo Currículo do Ensino Médio ao Conselho Estadual de Educação

“Para isso, temos essas iniciativas a partir da necessidade dos irmãos. Imaginar que a gente encontrava no Centro de Teresina pessoas carentes de acolhimento, limpeza, alimentação ou esperança. Então, a Pastoral é uma prestação de serviço humilde, no sentido de dizer ‘eu quero ajudar você’”, acrescentou o sacerdote.

O atual coordenador da Pastoral do Povo da Rua, padre João Paulo Carvalho, tem a expectativa de aumentar o total de pessoas atendidas. “Iremos ampliar os nossos projetos sociais. Vamos dobrar o número de acolhidos, passando de 25 para 50”, afirmou.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA