AMARANTE

GERAL

Chuva forte interdita casas na zona sul do Rio de Janeiro

Avatar

Publicado em

GERAL


A chuva forte que caiu sobre a zona sul do Rio de Janeiro durante a madrugada de hoje (29) causou deslizamento de terra na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana. Várias ruas do bairro ficaram alagadas, assim como em Botafogo e na Lagoa.

Segundo a Defesa Civil municipal, um muro de contenção caiu, gerando deslizamento de barreira de grandes proporções no Pavão-Pavãozinho. O órgão constatou risco iminente de desabamento de três imóveis multifamiliares e interditou oito casas, onde residiam dez famílias. A Defesa Civil fará hoje uma nova vistoria no local ainda pela manhã.

O Rio entrou em estágio de atenção às 23h40 de ontem, devido ao acionamento de sirenes no Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Cabritos, Babilônia e Chapéu Mangueira, todos na zona sul. 

Segundo o Centro de Operações da prefeitura, o registro de chuva superou 10 milímetros em 15 minutos nas estações Copacabana (10,4mm) e Urca (10,4mm). O estágio de atenção é o terceiro em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências impactam o município.

Leia Também:  Colisão deixa pai morto, mãe e dois filhos feridos na BR-316 em Teresina

Mais chuvas hoje

De acordo com o Alerta Rio, o tempo permanece instável ao longo do dia, com previsão de chuva fraca a moderada isolada a qualquer momento e ventos fracos a moderados. A temperatura permanece estável em relação a ontem, com mínima de 18°C e máxima de 28°C.

Para amanhã, a previsão é que o tempo permaneça instável, com chuva fraca em pontos isolados durante a madrugada e pela manhã. Entre sábado (1º) e segunda-feira (3), um sistema de alta pressão no oceano volta a influenciar o tempo na cidade e não há mais previsão de chuva. As temperaturas estarão em elevação.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Leilão do 5G deve ocorrer em meados de julho, diz secretário

Avatar

Publicados

em


O secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra, disse nesta quarta-feira (5) que o leilão do 5G provavelmente deve ocorrer no mês de julho. Ele explicou, durante participação no programa A Voz do Brasil que o edital do leilão se encontra em sua última fase antes de ser publicado, que é a análise do Tribunal de Contas da União (TCU).

“A expectativa é que em meados deste ano, provavelmente no mês de julho, a gente tenha efetivamente o leilão acontecendo e a partir daí, a implantação da estrutura se inicia”, disse.

Coimbra explicou que se trata de um edital não arrecadatório, que pretende que a maior parte dos recursos advindos desse leilão sejam revertidos em investimentos. “Existem metas bastante fortes de investimentos. Por exemplo, no prazo de um ano depois do leilão, a gente vai ter todas as capitais brasileiras com 5G e a nossa expectativa é que a gente tenha todas as cidades brasileiras com mais de 30 mil habitantes obrigatoriamente com 5G até 2029”.

Leia Também:  Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado de R$ 22 milhões

O secretário explicou que a tecnologia 5G não é um 4G melhorado, como ocorreu como o lançamento do 4G, que era um 3G um pouco mais turbinado. “O 5G ele traz uma diferença qualitativa em termos de aplicação e formas de uso que até então eram inimagináveis. Quando a gente olha para o Brasil hoje, para a economia brasileira, a pandemia de covid-19 implicou na transformação digital acelerada das empresas”, disse.

Coimbra explicou que muitas empresas que “não estavam, por exemplo, na internet, e que não utilizavam aplicações digitais tiveram forçadamente que partir para essas ferramentas”. “O 5G vai permitir que essa revolução econômica de transformação digital se perfaça com uma série de aplicações industriais permitindo que o Brasil cresça cada vez mais com uma produtividade do trabalho cada vez maior.”

Durante o programa, o secretário falou também das contrapartidas das empresas vencedoras, como coberturas de rodovias federais e em localidades que não tem cobertura de banda larga móvel, sobre os investimentos resultantes do 5G, as coberturas para comunidades mais remotas, sore Internet das Coisas e o uso do 5G no agronegócio.

Leia Também:  Explosão em fábrica de oxigênio deixa ao menos três feridos no CE

Assista na íntegra:

 

Matéria atualizada às 20h para acréscimo de informação

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA