AMARANTE

ESPORTES

Brasileiro Feminino: Botafogo vence Napoli em revanche

Avatar

Publicado em

ESPORTES


Deu Botafogo no primeiro reencontro com o Napoli desde a final da última Série A2 (segunda divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. Nesta segunda-feira (3), pela quinta rodada da Série A1 (primeira divisão), as Gloriosas venceram por 2 a 0 no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

O resultado não só tirou o Botafogo da última posição como mandou o próprio Napoli para a lanterna. O triunfo teve gosto de revanche para as alvinegras, que, no ano passado, perderam em casa o título da Série A2 para as catarinenses.

As cariocas subiram para o 13º lugar, ainda na zona de rebaixamento, com os mesmos quatro pontos de Cruzeiro e Avaí/Kindermann, que ficam à frente (e fora do Z4) pelo saldo de gols. O Napoli soma dois pontos, assim como Bahia e Minas Brasília, que deixam a equipe de Caçador (SC) na 16ª colocação, também por conta do saldo.

Leia Também:  Maradona é internado em hospital na Argentina

As Gloriosas iniciaram a partida melhor e quase abriram o placar com menos de 30 segundos, em chute da meia Vivian, de fora da área, que parou no travessão. Aos cinco, não teve quase. Vivian cobrou falta na área, pela esquerda, Amanda desviou de cabeça e a também zagueira Carol Carioca, praticamente em cima da linha, mandou para as redes.

O Napoli tentou responder aos 14 minutos, em chute colocado da meia Luana, quase da marca do pênalti, que a goleira Rubi se esticou no canto esquerdo para defender. Mas foi o Botafogo que chegou ao gol novamente. Aos 31, Juliana dominou pela esquerda e cruzou para a também atacante Brenda, de primeira, assinalar o segundo das anfitriãs.

A etapa final foi mais truncada. As catarinenses tentaram pressionar, sem sucesso. Aos 41, na chance de gol mais clara, as alvinegras quase ampliaram em belo chute cruzado de Vivian, pela direita, fora da área, que a goleira Nicole conseguiu defender no alto.

Os dois times voltam a campo neste domingo (9), às 15h (horário de Brasília). O Botafogo visita o Cruzeiro no Sesc Alterosas, em Belo Horizonte, enquanto o Napoli recebe o Minas Brasília no estádio Carlos Alberto Costa Neves, em Caçador.

Leia Também:  Seleção brasileira: técnico Tite é vacinado contra covid-19

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Uefa anuncia sanções a clubes, após acordo com desertores da Superliga

Avatar

Publicados

em


Os três times que continuam envolvidos na operação da Superliga dissidente, Real Madrid, Barcelona e Juventus, enfrentarão sanções da Uefa, que chegou a um acordo com os nove outros clubes.

A entidade que governa o futebol europeu disse nesta sexta-feira (7) que os nove clubes que desistiram do plano assinaram uma “Declaração de Comprometimento de Clube” que inclui uma série de etapas de “reintegração”.

Os seis times ingleses – Manchester United, Liverpool, Manchester City, Chelsea, Tottenham Hotspur e Arsenal – além de Milan, Inter de Milão e Atlético de Madri, assinaram o acordo, disse a Uefa em um comunicado.

“Estes clubes reconheceram seus erros rapidamente e agiram para demonstrar sua contrição e seu comprometimento futuro com o futebol europeu”, disse o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin. “O mesmo não pode ser dito dos clubes que continuam envolvidos na chamada ‘Superliga’, e a Uefa lidará com estes clubes subsequentemente”.

A Uefa disse que agora está iniciando procedimentos disciplinares contra Juventus, Real e Barca.

“A Uefa se reservou todo o direito de adotar qualquer ação que considere adequada contra estes clubes que até agora se recusam a renunciar à chamada ‘Superliga’. A questão será encaminhada prontamente aos organismos disciplinares competentes da Uefa”.

Os nove times que voltaram à Uefa concordaram em “adotar todas as medidas em seu poder” para encerrar seu envolvimento na empresa Superliga.

Leia Também:  Seleção feminina de polo aquático confirma título no Sul-Americano

A liga dissidente foi anunciada no mês passado, mas fracassou depois de meras 48 horas.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA