AMARANTE

SAÚDE

Brasil registra 15.650 novas mortes por covid-19 na última semana

Avatar

Publicado em

SAÚDE


O Brasil é o país com mais novas mortes semanais registradas por covid-19. A marca está no novo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, que analisa a semana epidemiológica 11, de 14 a 20 de março.

Neste período, foram 15.650 novas mortes por covid-19, mais do que o dobro do segundo colocado, os Estados Unidos, onde morreram 7.147 pessoas pela doença. Em seguida vêm México (3.337), Rússia (2.921) e Itália (2.761). Enquanto a curva do Brasil sobe de forma intensa, a curva de mortes dos EUA vem fazendo movimento inverso.

O Brasil também ocupa a primeira posição no ranking global dos novos casos de covid-19. Na semana epidemiológica 11, foram 510.901 infectados pelo novo coronavírus, 32% acima do segundo colocado, os Estados Unidos, que tiveram 384.732 novos casos na mesma semana. Aparecem na lista também Índia (240.082), França (171.656) e Itália (154.493).

Evolução

As 15.650 mortes registradas na semana 11 marcam um novo recorde. O número significa um aumento de 22% sobre a semana anterior, quando foram confirmados 12.777 falecimentos. A média móvel no período de mortes considerando os sete dias ficou em 2.236.

Leia Também:  Rio tem calendário para vacinação, mas aguarda novas remessas

O número de novos casos registrados acompanha a mesma tendência, embora com aumento em menor índice. Os 510.901 novos diagnósticos confirmados representaram uma ampliação de 2% em relação à semana anterior, quando o boletim marcou 500.772 novas notificações de pessoas infectadas com o novo coronavírus.

Estados

Conforme o boletim epidemiológico, 16 estados e o Distrito Federal tiveram aumento do número de infectados na semana epidemiológica 11, enquanto três ficaram estáveis e sete tiveram redução. Os maiores aumentos se deram no Espírito Santo e Amapá (45%). Já as quedas mais intensas ocorreram no Rio Grande do Norte (-60%) e Paraná (-52%).

Quando consideradas as mortes, o número de estados com acréscimo das curvas foi de 23. Quatro tiveram diminuição em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais representativos foram registrados no Distrito Federal (76%) e em Sergipe (65%). As maiores quedas aconteceram em Roraima (-25%) e no Maranhão (-9%).

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

SAÚDE

Rio vacina hoje professores da rede pública com 55 anos ou mais

Avatar

Publicados

em


O município do Rio de Janeiro vai começar hoje (17) a vacinar profissionais de educação que estão na ativa em unidades públicas da rede de educação básica localizadas na capital. Neste sábado, só podem tomar a vacina aqueles tiverem 55 anos de idade ou mais.

Estão incluídos profissionais que trabalham na Secretaria Municipal de Educação, na Secretaria Estadual de Educação, na Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), no Colégio de Aplicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e em instituições federais.

Para receber a vacina, esses profissionais deverão apresentar documento oficial com foto e os dois últimos contracheques. A Secretaria Municipal de Saúde orienta aqueles que não tenham contracheque com o nome da unidade escolar ou outra forma de comprovar a atuação na escola a providenciar uma declaração da instituição de ensino e comparecer para se imunizar no dia 24 de abril. A vacinação dos profissionais de educação seguirá no sábado que vem, quando poderão se vacinar aqueles que têm 50 anos ou mais.

Leia Também:  Governo de SP distribui 305 mil vacinas contra covid-19 para 28 locais

Outros públicos-alvos

O cronograma de vacinação do município do Rio também prevê que podem se vacinar neste sábado pessoas de qualquer categoria profissional com 62 anos de idade ou mais, pessoas que devem receber a segunda dose da vacina e profissionais de saúde na ativa com 50 anos ou mais.

Os profissionais de saúde devem comparecer aos postos de vacinação entre 13h e 17h, com documento original com foto e comprovante do conselho de classe. Mais orientações podem ser obtidas no site oficial da vacinação no Rio de Janeiro.

A programação da prefeitura do Rio alcançará na semana que vem todas as faixas etárias da população idosa na cidade, com a aplicação da primeira dose em pessoas de 60 e 61 anos entre a próxima segunda-feira e o próximo sábado.

Na semana seguinte, que se inicia em 26 de abril, terá início a vacinação de grupos prioritários com menos de 60 anos, o que inclui pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes e profissionais da saúde, educação, segurança pública e limpeza urbana que estejam na ativa.

Leia Também:  Ministério distribui mais 2,6 milhões de doses da Coronavac

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA