AMARANTE

Notícias de Barras

Barras: MPPI obtém condenação de réu por homicídio qualificado contra advogado e por homicídio qualificado tentado contra comerciante

Avatar

Publicado em

Notícias de Barras


Imagem da transmissão do julgamento no canal da 2ª Vara da Comarca de Barras no Youtube

Em sessão do Tribunal do Júri realizada na comarca de Barras, com início nesta terça-feira (08) e conclusão nas primeiras horas de ontem (09), o Ministério Público do Estado do Piauí obteve a condenação do réu Francisco de Sousa Rosa pelo homicídio qualificado do advogado Kelson Dias Feitosa e pelo homicídio tentado qualificado contra o comerciante Sebastião da Silva Veloso.

Os fatos aconteceram em junho de 2016. O advogado foi morto dentro do seu escritório, com vários tiros disparados à queima-roupa. Em seguida, o réu se dirigiu até o local de trabalho da outra vítima, que era cliente do advogado, e atentou contra sua vida, mas não obteve êxito.

A sessão de julgamento foi realizada no auditório do Senac em Barras, com transmissão ao vivo pelo YouTube e sob a presidência do juiz de Direito João Manoel de Moura Ayres. O Ministério Público foi representando pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Barras, Silas Sereno Lopes. O Conselho de Sentença acolheu a tese do MPPI para caracterização da qualificadora de utilização de recurso que dificultou a defesa das vítimas, nos dois crimes.

Leia Também:  Pai e filha morrem eletrocutados em Barras durante manutenção de antena de internet

O réu foi condenado a 12 anos de reclusão pelo homicídio de Kelson Dias Feitosa, e a mais seis anos pela tentativa de homicídio da outra vítima, o que totalizou 18 anos de prisão, sem direito de apelação em liberdade. O Ministério Público recorrerá para pleitear a majoração da pena.

O julgamento foi acompanhado por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI). Todos os presentes no plenário foram previamente submetidos a testes para detecção da Covid-19.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Notícias de Barras

Vigilante de loja é morto com tiros na cabeça durante o serviço no Centro de Barras

Avatar

Publicados

em

Durante o trabalho como segurança em uma loja, um vigilante foi morto a tiros na noite desse sábado (1º), na rua Taumaturgo de Azevedo, região central do município de Barras. A vítima foi identificada como Silvestre Sousa.

Também conhecido como Bigode, o vigilante foi atingido na cabeça. O dono da loja, conhecido como Antonio Veríssimo, disse que dois homens que estavam em uma moto teriam efetuado os disparos. A vítima morreu ainda no local.

As imagens das câmeras de segurança serão usadas na investigação do caso, que ficará por conta da Polícia Civil. A Polícia Militar foi acionada logo após o ocorrido para os devidos procedimentos.

Com informações do Meio Norte

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Rios atingem cota de inundação e alagam cidades no Piauí
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA