AMARANTE

ECONOMIA

Banco Central apresenta projetos de inovação financeira

Avatar

Publicado em

ECONOMIA


Arredondar valores de compras para aplicar o excedente no mercado financeiro, desenvolver títulos de preservação de florestas, oferecer microcrédito a agricultores familiares pela internet. Esses são algumas novidades a serem apresentadas ao longo desta semana pelo Laboratório de Inovações Tecnológicas (LIFT), coordenado pelo Banco Central (BC) e pela Federação Nacional das Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac).

As inovações estão sendo apresentadas no LIFT Day, que começou ontem (23) e vai até sexta-feira (26). Com o objetivo de divulgar ações que podem facilitar a vida de poupadores e de consumidores e estimular a competição no mercado financeiro, o evento está sendo realizado online neste ano e pode ser acompanhado ao vivo no canal do Banco Central no Youtube.

A programação pode ser conferida neste endereço. Além das iniciativas da indústria financeira, estão sendo apresentados os resultados do LIFT Learning, projeto piloto realizado em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), que aproxima universitários, agências de fomento e empresas do setor financeiro.

Confira os projetos de inovação que serão apresentados no LIFT Day 2021:

Poupix – visa inserir novas pessoas no mercado de investimento por meio do arredondamento de valores de compra para aplicar o valor do arredondamento.

Ativo Digital Florestal – propõe desenhar, implementar e demonstrar a execução da geração de títulos florestais (de preservação ou de áreas cultivadas) verificáveis e automatizados por dados que permitam a criação de um novo mercado e serviços ambientais.

Leia Também:  Vendas nos supermercados têm alta de 5,18% em fevereiro

BankHUB – regtech que pretende fornecer uma plataforma de iniciação para bancos e fintechs que desejam ingressar no sistema financeiro brasileiro.

Billapp – plataforma financeira para gerenciamento e pagamento de diversas contas.

Bipp – marketplace integrado a um sistema de pagamentos em que produtores agrícolas, sob o monitoramento de certificadoras orgânicas, podem apresentar seus produtos, negociar com compradores da indústria de beneficiamento e liquidar a operação por meio de conta digital.

Caishen – plataforma financeira para auxiliar a gestão do micro e pequeno empreendedores e focada nos pilares da educação financeira e competitividade.

Croopi – plataforma de cooperação em massa, que permite que pessoas possam construir patrimônio apoiando empresas e negócios sustentáveis.

Culte – plataforma para oferecer microcrédito ao pequeno produtor da agricultura familiar que ainda não tem acesso ao sistema bancário.

Farm ID – ferramenta que utiliza inteligência artificial para análise de informações voltada para o agronegócio.

Fincatech – plataforma de centralização de informações e avaliações sobre fintechs.

Inco – marketplace para originação de financiamentos de projetos imobiliários, fomenta a competição entre as instituições e a redução do spread bancário.

Julius – ferramenta que une educação financeira a uma ferramenta prática de controle financeiro.

Kalea – marketplace para operações de crédito, em que o destaque é dado para quem busca financiamento.

LIV Pagamento – solução tecnológica que dispensa conexão direta à internet, demanda apenas recursos que já estão disponíveis em celulares mais simples e, por ser baseada em QR code, é integrável ao Pix.

Leia Também:  BC: Incerteza sobre o crescimento da economia está "acima da usual"

Modelo de Sucesso Compartilhado – opção de financiamento para estudantes que podem se capacitar para a vida digital e só pagar a dívida após obter um emprego que ofereça salário acima de um determinado valor pré-acordo.

Pluggy – plataforma para Open Banking no Brasil que oferece a infraestrutura para a conexão privada de fontes de dados entre usuários e instituições financeiras.

Preks – solução que provê infraestrutura tecnológica necessária às negociações secundárias de precatórios, tornando-as mais transparentes, ágeis e inclusivas.

Pulsar – propõe uma plataforma para a oferta de créditos específicos para serviços de saúde.

REConID – plataforma para registro de consentimento, identidade e gestão de um ecossistema de identidade digital descentralizada.

TapOnPhone – solução para dar aos vendedores e às instituições do sistema de pagamento uma alternativa de ponto de venda (POS) baseada em um aplicativo para celular sem a necessidade de nenhum outro equipamento.

X4Fare – oferece um arranjo de pagamento para serviços de mobilidade urbana, conectando contas transacionais para efetuar o pagamento da passagem com suporte para ambientes de difícil estabilidade de telecomunicações.

Edição: Nádia Franco

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ECONOMIA

Bolsa sobe pelo quinto dia seguido e atinge maior nível desde janeiro

Avatar

Publicados

em


Em mais um dia de otimismo no mercado financeiro, a bolsa de valores voltou a subir e alcançou o melhor nível desde janeiro. O dólar caiu pela quarta sessão seguida e voltou a fechar abaixo de R$ 5,60.

O índice Ibovespa, da B3, encerrou esta sexta-feira (16) aos 121.114 pontos, com alta de 0,34%. O indicador começou o dia em queda, mas recuperou-se durante a tarde.

Com ganhos pelo quinto dia seguido, o Ibovespa acumulou alta de 2,93% na semana e atingiu o nível mais alto desde 18 de janeiro. O índice acumula alta de 3,84% em abril e de 1,76% em 2021.

O mercado de câmbio também teve um dia de euforia. O dólar comercial encerrou a sessão vendido a R$ 5,585, com recuo de R$ 0,043 (-0,77%). A cotação iniciou o dia em alta, atingindo R$ 5,67 na máxima do dia, por volta das 10h30. No entanto, reverteu a tendência e passou a cair ainda no fim da manhã.

O mercado financeiro foi impulsionado pelo otimismo externo, com a queda no rendimento dos títulos do Tesouro norte-americano. Com a inflação nos Estados Unidos permanecendo em níveis baixos, apesar do pacote de US$ 1,9 trilhão do governo do presidente Joe Biden, diminuíram as apostas de que o Federal Reserve (Banco Central norte-americano) aumentará os juros antes do previsto.

Leia Também:  Covid-19: DF amplia horário de abertura de bares e restaurantes

Juros baixos em economias avançadas estimulam a entrada de capitais em países emergentes, como o Brasil. No cenário interno, os investidores aguardam a definição sobre o Orçamento Geral da União de 2021, que precisa ser sancionado até o dia 22. A equipe econômica e o Congresso discutem vetos parciais a emendas parlamentares, que foram infladas em R$ 26,4 bilhões com o remanejamento de despesas obrigatórias, como gastos com a Previdência Social e o seguro-desemprego

* Com informações da Reuters

Edição: Aline Leal

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA