AMARANTE

Esportes

Bahia se complica na Sul-Americana com derrota para o Independiente

Publicado em

Esportes


O Bahia perdeu por 1 a 0 para o Independiente (Argentina), na noite desta terça-feira (18) em Avellaneda, e viu diminuírem as suas chances de classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Com o revés, o Tricolor de Aço ficou na segunda posição do Grupo B (com 8 pontos), que tem os argentinos como líderes com 11 pontos. Como na fase de grupos da competição apenas o melhor time de cada chave avança, o Bahia fica em situação complicada.

O único gol da partida saiu aos 37 minutos do segundo tempo, em vacilo da defesa do Tricolor. Thonny Anderson acaba marcando contra após Douglas socar a bola em cima dele.

O último compromisso do Bahia na fase de grupos da Sul-Americana será no dia 26 de maio, quando recebe o Montevideo City Torque (Uruguai).

Leia Também:  Vasco e Botafogo fazem clássico mirando o acesso à Série A

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Esportes

Tsitsipas atropela Sinner e vai às semifinais do Aberto da Austrália

Publicados

em


Após uma apresentação fenomenal contra Jannik Sinner nesta quarta-feira (26), o grego Stefanos Tsitsipas se sente apto a produzir algo especial no Aberto da Austrália de 2022. 

O quarto cabeça de chave do torneio creditou sua vitória por 6/3, 6/4 e 6/2 sobre o italiano em pouco mais de duas horas na Rod Laver Arena à adoção de uma abordagem mais humilde ao tênis após alguns contratempos. 

As lesões, entre elas o problema no cotovelo que ameaçou sua participação em Melbourne neste ano, e algumas derrotas difíceis ensinaram a Tsitsipas a importância de permanecer com os pés no chão. 

“Você sabe quando está dançando e indo bem, você tende a se glorificar, como se fosse intocável”, disse o grego a jornalistas.  “É importante, nesse processo, continuar com os pés no chão para se lembrar de que você é um ser humano que está buscando algo grande, e que você está encaminhado naquela direção e fazendo de tudo o que for possível para atingir aquela grandeza”. “A perfeição não existe, mas o próximo à perfeição sim, e isso é o que eu quis dizer com isso”, afirmou. 

O jogo de Tsitsipas na partida válida pelas quartas-de-final não foi perfeito, mas ele conseguiu deixar impotente um rival avaliado como um potencial futuro vencedor de torneios de Grand Slam. 

Leia Também:  Tóquio tem segundo dia seguido com recorde de novos casos de covid-19

Tsitsipas sacou especialmente bem, o que o permitiu ditar a maioria dos pontos com seu poderoso forehand. 

* É proibida a reprodução deste conteúdo. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA