AMARANTE

POLÍTICA

B. Sá e Teresa Britto propõe a instalação de centro de hemodiálise para pacientes renais crônicos

Avatar

Publicado em

POLÍTICA


A instalação de um centro de hemodiálise para atender pacientes renais crônicos da região Centro-Sul do Estado e a prioridade na vacinação contra a Covid-19 para a população cigana foram solicitadas pelos deputados Teresa Britto (PV) e B. Sá (Progressistas) que falaram sobre os requerimentos que apresentaram neste sentido na sessão plenária híbrida (virtual e presencial) realizada nesta terça-feira (04) pela Assembleia Legislativa.

Teresa Britto disse que os pacientes renais crônicos de São Raimundo Nonato e outros municípios são obrigados a percorrer mais de 180 quilômetros para realizar hemodiálise porque não existe um centro de atendimento para eles na região Centro-Sul. Ela assinalou que o Governo do Estado não adotou até o momento nenhuma providência para atender a sua reivindicação.

O deputado B. Sá defendeu prioridade para os ciganos na vacinação contra a Covid-19, afirmando que eles são vulneráveis e que, devido a essa condição, têm sido preferencialmente imunizados contra as doenças.

B. Sá registrou ainda a aprovação de requerimentos de sua autoria pedindo à Agespisa (Companhia de Águas e Esgotos do Piauí) a melhoria do fornecimento de água à população de Uruçuí e a instituição do Dia Estadual do Advogado Previdencialista no Piauí.

Leia Também:  Senado aprova projeto de Ciro que prioriza mulheres vítimas de violência em programas de habitação

J. Barros – Edição: Katya D’Angelles

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Senado aprova projeto de Ciro que prioriza mulheres vítimas de violência em programas de habitação

Avatar

Publicados

em

O plenário do Senado Federal aprovou, nesta quinta-feira (06), um projeto (PL 4692/2019) do senador Ciro Nogueira (Progressista) que prioriza as mulheres de baixa renda vítimas de violência doméstica em programas de habitação como o Minha Casa, Minha Vida.

Ciro defendeu que, ao facilitar o acesso dessas mulheres à casa própria, elas terão uma nova oportunidade de recomeçar suas vidas em um ambiente seguro, livre de seus agressores. “Acredito que com a autonomia alcançada ao ter seu próprio lar, essas mulheres consigam deixar de vez o ciclo aprisionador de violência”, argumentou.

O senador citou dados do ministério dos Direitos Humanos, divulgados em março deste ano, que revelam que foram registradas 105.821 denúncias de violência contra a mulher nas plataformas do Ligue 180 e do Disque 100 em 2020. Segundo ele, as estimativas do IBGE apontam para cerca de 1,3 milhão de mulheres agredidas dentro de casa a cada ano no Brasil.

“Por não um terem um lugar para fugir ou levar seus filhos, essas mulheres muitas vezes ficavam presas ao agressor”, afirmou. Para ele, os números apontam para a necessidade de aprimoramento das políticas públicas, como forma de dar meios para que as vítimas possam escapar da situação de violência ainda no começo das agressões.

Leia Também:  Ex-prefeito do Piauí deverá devolver mais de R$ 511 mil aos cofres públicos

O PL 4692/2019 será agora analisado pela Câmara dos Deputados.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA