AMARANTE

Piauí

Avenida Maranhão receberá obras de esgotamento sanitário a partir de segunda (25)

Publicado em

Piauí


A partir da próxima segunda-feira (25), a Águas de Teresina avançará com mais uma etapa das obras de ampliação da rede de esgotamento sanitário na cidade. Nesta fase, a concessionária fará a implantação de 4,3 quilômetros de uma linha de recalque que beneficiará diretamente 12 mil moradores nos bairros Aeroporto, Alvorada e Itaperu. Somente nesta etapa serão aplicados aproximadamente R$ 10 milhões.

A linha de recalque tem a função de garantir o perfeito bombeamento do esgoto coletado. A tubulação que será implantada em trecho na avenida Maranhão irá mandar o esgoto da Estação Elevatória de Esgoto Aeroporto até a Estação de Tratamento de Esgoto Pirajá (ETE-Pirajá). Cerca de 30 profissionais estarão envolvidos nos trabalhos que devem durar aproximadamente 20 dias.

“A linha de recalque é um dos equipamentos que se integra ao conjunto de obras que estamos executando na zona Norte da cidade, mais especificamente nos bairros que compõe o projeto Lagoas do Norte. São intervenções que irão ampliar o acesso ao serviço de esgotamento sanitário e melhorar consideravelmente as condições sanitárias nessa região de Teresina”, destaca Cassiano Costa, gerente de Engenharia da Águas de Teresina.

Leia Também:  Cepisa promove ações para reforçar qualidade da energia elétrica

*Entenda mais*

Para viabilizar os trabalhos, será necessária a interdição temporária de um trecho da avenida Maranhão compreendido entre as ruas Ceará e Espírito Santo, nas proximidades da ETE Pirajá. Toda a área estará devidamente sinalizada e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) dará o suporte necessário para orientar o tráfego de veículos na região.

Durante o período de obra, a orientação é para que o condutor que irá transitar no sentido Norte-Centro siga na avenida Maranhão até a rua Espírito Santo, onde ocorrerá um estreitamento de pista. O condutor deverá seguir apenas na pista de rolamento da direita. Já quem vai transitar no sentido Centro-Norte, deverá seguir na avenida Maranhão até as proximidades da rua Ceará e fazer uma leve curva à esquerda no retorno seguinte, seguindo pela faixa contrária da avenida até a rua Espírito Santo, onde fará uma leve curva à direita e seguir o fluxo normal.

*Conheça a segunda frente de obras*

Além da implantação da linha de recalque na avenida Maranhão, a Águas de Teresina também está com obras bem avançadas no bairro Aeroporto, onde equipes trabalham para implantar as novas redes coletoras. Nesta semana, um trecho da avenida Centenário ficará temporariamente interditado em razão dos trabalhos. Será no sentido Norte-Sul, entre a rua Batalha e a rua Gonçalves Lêdo, nas proximidades do restaurante Novo Point da Picanha. Toda a área também estará devidamente sinalizada e contará com o apoio da Strans.

Leia Também:  Presidente da Câmara de Teresina tem alta médica após 05 dias internado com Covid-19

Ao longo de todo o contrato de subconcessão, a Águas de Teresina aplicará o total de R$ 1,7 bilhão. Deste montante, 80% será para a ampliação do serviço de esgotamento.

Em quatro anos, Teresina já evoluiu sua cobertura de esgoto de 19% para 35,65%. A expectativa da empresa é encerrar o ano de 2021 com 40%. A concessionária está investindo R$ 23 milhões nesse pacote de obras na região do Lagoas do Norte, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2022.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

Projeto irá capacitar ex-dependentes químicos e os familiares

Publicados

em


O Governo do Estado por meio da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí (Cendrogas) realizou nesta quarta-feira (01), solenidade de assinatura do Termo de Fomento com a Fazenda da Paz, para execução do Projeto de Reinserção Social.

O projeto tem como objetivo capacitar os egressos de Comunidades Terapêuticas e seus familiares em situação de vulnerabilidade social objetivando a inserção/reinserção ao mercado de trabalho, promovendo a atenção integral através do trabalho em rede com as unidades públicas de assistência social.

Representando o governador Wellington Dias, a vice-governadora Regina Sousa falou da importância do Estado ajudar na oferta de capacitação para quem busca o tratamento da dependência química.

“Fico feliz de estarmos hoje assinando essa parceria como forma de apoiar a formação e capacitação dos acolhidos em Comunidades Terapêuticas”, afirmou Regina.

Através do Projeto serão ofertados cursos de marcenaria, serviços gerais, doces e salgados, mecânica de motos e manutenção predial, atendendo diretamente 480 egressos e indiretamente mais de 1.500 familiares. Estas capacitações serão oferecidas no Centro de Reinserção Padre Pedro Baizi, localizado na Rua Simplício Mendes, 1698, Bairro Vermelha.

Leia Também:  Wellington Dias debate sobre calendário de vacinação, ICMS e reformas com gestores nordestinos

“A Cendrogas, juntamente com a Fazenda da Paz, celebra este Termo que tem o objetivo de capacitar os egressos e seus familiares, preparando eles para o mercado de trabalho. No início serão oferecidos 5 cursos”, informou Cida Santiago.

Célio Luiz Barbosa, coordenador geral da entidade executora do projeto e presidente da Federação Nacional das Comunidades Terapêuticas (FENACT), reforçou o pioneirismo desta ação no Piauí.

“Para nós que trabalhamos há 27 anos com a Política Sobre Drogas, este passo de hoje é muito importante, pois este feito da reinserção social é pioneiro em todo Brasil. Chegaremos com este projeto em todas as CTs do Piauí e com isso estaremos exportando a nossa mão de obra. Agradecemos também o exemplo de fortalecimento dado pelo Governo do Estado através da Cendrogas no combate e enfrentamento às Drogas”, falou Célio Barbosa.

Um dos exemplos de como a capacitação tem dado certo, é o ex-dependente químico, Cícero Feitosa, que foi tratado na Fazenda da Paz e hoje é colaborador da entidade há mais de 15 anos.

Leia Também:  PPP Piauí Conectado é destaque em estudo nacional sobre serviços públicos

“O próprio tratamento me ensina a voltar para a sociedade através dos cursos e com isso sair com uma garantia a mais, pois pude sair com uma força a mais para encarar a sociedade. A importância de sair com um diploma de curso profissional, vai me fazer capaz de ser reinserido na sociedade”, finalizou Cícero.

Participaram também da solenidade, a presidente da Fazenda da Paz, Eneida Lustosa, o assessor técnico e a gerente de prevenção e acolhimento da Cendrogas, Sâmio Falcão e Pollyana Menezes, respectivamente.

Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA