AMARANTE

SAÚDE

Alagoas fecha praias no feriado da Semana Santa

Avatar

Publicado em

SAÚDE


Passou a vigorar hoje (31) em Alagoas decreto que prolonga por 14 dias a Fase Vermelha de isolamento social no estado, em decorrência da pandemia da covid-19. Entre as medidas, está o fechamento do acesso às praias em todo litoral alagoano na próxima sexta-feira (2), feriado nacional de Sexta-Feira da Paixão. O comércio de rua e de shopping centers também deve ficar fechado. 

A Fase Vermelha é o estágio mais severo previsto nos protocolos sanitários do estado. Outras restrições incluem o fechamento de praias aos sábados e domingos e toque de recolher entre as 21h e 5h.

De acordo com o governador Renan Filho, a prorrogação das restrições foi necessária devido aos números da covid-19 no estado, que registrou na semana encerrada no sábado (27) a maior média móvel de mortes pela doença das últimas cinco semanas, de 171 óbitos.

Em entrevista concedida ontem (30), contudo, Renan Filho disse que fará novas reuniões para reavaliar as restrições logo após a Semana Santa. “Na segunda ou na terça-feira vamos fazer outra reunião para avaliar e tomar novas decisões em relação a alguns segmentos específicos”, disse o governador.

Leia Também:  Fiocruz recebe insumos para produção de vacina da Oxford/AstraZeneca

Segundo a Secretaria de Saúde de Alagoas, o estado registrou desde o início da pandemia 152.866 casos de contaminação por covid-19, com 3.532 mortes. As informações foram atualizadas pela última vez na tarde de ontem (30).

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Avatar

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

SAÚDE

Saúde em pauta: 4 exames essenciais que toda mulher deve fazer

Avatar

Publicados

em

Além dos cuidados básicos com a saúde, como uma boa alimentação, rotina de exercícios e poupar situações de estresse não existem uma forma de prevenção a doenças como o câncer de mama, de intestino ou de colo uterino. A única forma de descobrir a existência dessas e de outras doenças é por meio de exames médicos.

A ginecologista Dra. Keliany Duarte mostra quais exames são essenciais para a saúde feminina:

1) Papanicolau
Também chamado de preventivo, o exame é realizado dentro do consultório do ginecologista e tem como objetivo o diagnóstico prévio do câncer de colo de útero.
“São coletadas células do colo do útero e essas coletas são enviadas para análise microscópica, que avaliará se a célula tem características cancerígenas ou pré-cancerígenas. É comum mulheres acreditarem que esse exame serve para detectar infecções, diagnósticos de corrimentos, mas esse não é o objetivo”, diz a médica.

2) Mamografia
A realização anual de mamografia é recomendada pela médica a partir dos 40 anos de idade, mas, antes disso, é necessário estar atenta aos sinais do seu corpo e realizar o exame de toque com frequência.
“O autoexame das mamas já foi muito divulgado como uma forma de detectar um nódulo que pode ser um câncer, mas ele não pode ser considerado como uma forma de rastreamento, porque só detecta lesões já grandes palpáveis e que o tratamento vai ser mais agressivo. Ele deve ser encorajado, mas não substitui a realização da mamografia”, explica.

Leia Também:  Brasília recebe 15 pacientes com covid-19 procedentes de Manaus

3) Colposcopia e vacina contra o HPV
O papilomavírus humano (HPV) é causador de muitas doenças que acometem ambos os sexos, mas, principalmente, as mulheres, como, por exemplo, cânceres de colo do útero, vulva, vagina, ânus, e também são causadores de verrugas nas regiões genitais. Existem 40 tipos diferentes de HPV, segundo informações do Ministério da Saúde, que podem infectar a região genital.
Uma das principais formas de combate aos vírus é a vacina, que é oferecida pelo SUS para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. A Dra. Keliany comenta que o tratamento para as complicações causadas pelo HPV depende de cada caso.
“Como é um vírus transmitido por contato sexual, estima-se que até 50% da população já teve algum contato com o HPV, e nem todas as mulheres que adquirem vão ter o câncer ou as verrugas, e o tratamento depende da lesão que o vírus ocasionou na mulher. Nos casos das lesões de colo de útero, que são pré-cancerígenas, elas podem ser acompanhadas com colposcopia, que é um exame que serve para avaliar as lesões uterinas, ou em casos mais avançados, deve ser feita a remoção daquela região do colo do útero através de cirurgia”.

Leia Também:  Um em cada seis profissionais de saúde apresentam sinais de burnout

4) Colonoscopia
O câncer de intestino, apesar de pouco lembrado, é o terceiro mais comum em mulheres no Brasil. Dra. Tainá recomenda que seja feita a colonoscopia por mulheres a cada 10 anos. Para as mulheres a partir dos 45 anos, a orientação é que seja realizada, anualmente, pesquisa de sangue oculto nas fezes.

“Podem ser detectadas lesões pré-cancerígenas ou até um câncer em estágio bem precoce, em que o tratamento vai ser muito menos agressivo e terá alta chance de cura”, finaliza.
Antes de encerrar, mais uma dica: não deixe de consultar um médico especialista em saúde da mulher. A prevenção das doenças e o diagnóstico antecipado podem ser as melhores soluções.

Foto: Ascom

 

Caroline Sayra
Égide Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA