AMARANTE

Piauí

Águas de Teresina universaliza água na zona urbana da capital e antecipa meta do Marco Legal do Saneamento

Publicado em

Piauí


O governador Wellington Dias decretou a alteração da Lei Complementar nº 246, de 30 de dezembro de 2019, a fim de promover a adequação do texto ao novo marco legal dos serviços públicos de saneamento básico e instituir as Microrregiões de Saneamento Básico. Com a medida, todos os municípios do estado do Piauí terão os serviços de água e esgoto universalizados até 2033. O decreto foi publicado no último dia 16 de julho, no Diário Oficial do Estado.

Teresina apresenta avanços significativos na área. Isso porque em 2020, a empresa Águas de Teresina, instalada desde 2017, cumpriu a primeira meta do contrato de subconcessão, que previa a universalização do abastecimento de água na cidade, permitindo que todos os imóveis situados na área urbana regular fossem atendidos 100% com água tratada. Para alcançar esse marco e resolver problemas crônicos e históricos de desabastecimento na capital, a concessionária executou obras importantes que ampliaram a capacidade de produção e distribuição, tornando o sistema mais moderno e garantindo sua eficiência operacional.

Leia Também:  Internos reformam mais um pavilhão da Penitenciária Irmão Guido

“Mesmo antes do decreto, a Águas de Teresina já estava alinhada com a Lei Federal. As metas da concessão seguem os moldes do novo Marco Regulatório do setor. Hoje, a universalização da água está vigente no município e o próximo avanço se dará com a universalização do esgoto. Quando a concessão assumiu as atividades na capital, Teresina contava com apenas 19% de cobertura. Hoje, estamos com 35,65% e a expectativa é a cidade tenha 90% de atendimento em esgoto até 2033”, destaca Jacy Prado, presidente da Águas de Teresina.

O novo Marco Regulatório do Saneamento Básico determina a universalização de água a 99% dos municípios brasileiros e do sistema de esgoto a 90% das cidades até 2033. Para facilitar o cumprimento da meta, o Piauí será dividido em 11 microrregiões, nos moldes dos 15 Territórios de Desenvolvimento do Estado.

Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontam que com a universalização dos serviços de água e esgoto, a expectativa é reduzir em até R$ 1,45 bilhão os custos anuais com saúde. Além disso, a cada R$ 1 investido em saneamento, deverá ser gerada economia de R$ 4 em gastos com saúde pública, graças à prevenção de doenças, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No âmbito econômico, a cada R$ 1 destinado para o setor, são gerados R$ 2,5 nas cadeias associadas e a cada R$ 1 bilhão, 60 mil empregos gerados.

Leia Também:  Em audiência pública do MPPI, FMS afirma que não desativará as maternidades do Satélite e do Promorar

“Essa é uma conquista muito importante, pois vai contribuir não apenas com a conservação do meio ambiente e a redução de perdas de água, mas também vai proporcionar mais qualidade de vida e saúde à população”, reforça Jacy.

Fonte: Ascom Águas de Teresina
Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Piauí

Blitz educativa chama a atenção para a responsabilidade no trânsito

Publicados

em


Na manhã desta quarta-feira (22), a Águas de Teresina realizou blitz educativa com o objetivo de trabalhar a conscientização para um trânsito mais seguro e humanizado com os condutores que trafegavam na avenida Professor Camilo Filho. A ação integra a programação da Semana Nacional de Trânsito e contou com a participação do Programa Vida no Trânsito (PVT), da Polícia Rodoviária Federal, Ciptran, Detran, Strans, Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, Ciptran, Secretaria Estadual de Saúde e Samu.

“Cuidar de vidas é algo que está na natureza da Águas de Teresina. Segurança e percepção de risco são essenciais no cuidado com a vida, não só dos nossos colaboradores, como de todos da sociedade. Hoje, possuímos uma frota de mais de 200 veículos operacionais circulando pela capital, o que torna oportuno o desenvolvimento de atividades como essas com foco no comportamento atento e seguro de todos no trânsito”, destacou Fernando Lima, diretor-executivo da empresa.

A rota educativa consistiu na entrega de panfletos informativos, sacolinhas de lixo e orientações sobre as regras de trânsito e as medidas de segurança de motoristas e pedestres. Para a motociclista Railane Andrade, a iniciativa é bastante importante, uma vez que tem ocorrido muitos acidentes na capital, envolvendo principalmente condutores de moto. “Essa conscientização é essencial. Eu mesma fui vítima de acidente de trânsito, por conta da imprudência do outro, então é mais do que urgente, ações como esta”, detalhou.

Leia Também:  Governo do Estado cria programa para estimular startups e empreendedorismo

A iniciativa contou também com palestra ministrada pela Polícia Rodoviária Federal aos colaboradores da empresa. O inspetor Segundo, durante sua palestra, chamou a atenção para ações que prejudicam a segurança nas vias. “O trânsito é uma atividade social em que todos têm a mesma responsabilidade, no cuidado com a vida do outro e em manter a atenção durante a condução de um veículo, evitando ações que podem prejudicar uma direção segura, como atender o celular, por exemplo”, comentou.

O colaborador Edmar, do setor de Manutenção da Águas de Teresina, reforçou que recebeu orientações preciosas para o desenvolvimento de bons hábitos no trânsito. “A palestra tirou muitas dúvidas e trouxe informações importantes para o nosso dia a dia, mostrando o que é necessário para colocar em prática atitudes preventivas e que evitem acidentes”, disse.

De acordo com dados divulgados, recentemente, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, de cada 10 vítimas de acidentes fatais, 8 são homens e, nos últimos 17 anos, o número de acidentes envolvendo motocicletas subiram de 8% para 33%.

Leia Também:  Representantes do MPPI participam de workshops do CNJ sobre Primeira Infância
Fonte: Governo PI

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

PIAUÍ

POLÍCIA

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA