Menu...

16 de dezembro de 2017

Nanotecnologia na agricultura sustentável


Hospital de Olhos

O sucesso da agricultura até agora foi baseado no emprego de tecnologias de cultivares de alto rendimento, mecanização, irrigação, uso intensivo de mão-de-obra, fertilizantes e outros agro-químicos. Enquanto esse modelo aumentou a produção agrícola e os rendimentos substancialmente, houve menos ênfase no uso eficiente e sustentável dos nutrientes do solo e da água. Como problemas, obteve-se degradação dos recursos naturais (solo, água e clima) da agricultura.

Agora que o mundo enfrenta o desafio de suprir a crescente demanda da população por alimentos nutritivos, seguros, com limitada disponibilidade de terra e recursos hídricos, e por estes estarem cada vez mais ameaçados por problemas ambientais e climáticos, é imperativo a adoção de novas tecnologias.

Entre os recentes avanços na ciência, a nanotecnologia (NT) está emergindo rapidamente como a nova ciência e uma plataforma de tecnologia para a próxima onda de desenvolvimento e transformação de sistemas agroalimentar.

A nanotecnologia, quando aplicada como uma ferramenta, em conjunto com outras medidas, pode ajudar a resolver alguns dos mais importantes do mundo os problemas do desenvolvimento sustentável nas áreas de: água, energia, saúde e meio ambiente, agricultura, biodiversidade e manejo de ecossistemas. Estas cinco áreas foram identificados em 2002 pelas Nações Unidas, em Johanesburgo (Relatório da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, 2002) como fundamentais para o futuro da vida do homem.

As áreas possíveis de aplicações da nanotecnologia na agricultura são:

1) nanofertilizantes para a liberação lenta e uso eficiente da água pelas plantas e fertilizantes;

2) nanocidas ou pesticidas encapsulados em nanopartículas para liberação controlada, ou nanoemulsão, para sua maior eficiência;

3) nanopartículas para a conservação do solo;

4) fornecimento de nutrientes e medicamentos para pecuária e pesca;

5) nanoescovas e membranas para purificação de água e o solo,

6) limpeza de viveiros e  nanosensores para a qualidade do solo e de vigilância sanitária vegetal, e para a agricultura de precisão, agricultura controlada pelo ambiente.

A aplicação da nanotecnologia é possível no processamento de alimentos, tais como nanocompósitos e nanobiocompósitos para revestimentos com películas plásticas, usada em embalagens de alimentos, nanoemulsão antimicrobiana para aplicações na descontaminação de equipamentos de comida, embalagens ou processamento de alimentos.

A convergência tecnológica entre os campos da física, engenharia, química, biologia, agricultura e ciências dos alimentos é o núcleo essencial do desenvolvimento da nanotecnologia, especialmente quando é direcionada não apenas às necessidades da fazenda, mas também o setor não-agrícola.

 

José Augusto S. de Oliveira (Cabeça)

Técnico Agrícola

Especialista em Irrigação e Drenagem

Filiado ABID

Membro Inovagri

Colaborador Greenpeace Brasil


Comente aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE