9:03 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Vice-presidente do Facebook é preso pela Polícia Federal em São Paulo

Edição e postagem: Denison Duarte, em 01-03-2016 13:15 | Última modificação: 01-03-2016 13:15
Hospital de Olhos

A Polícia Federal prendeu em São Paulo o vice-presidente do Facebook para a América Latina, o executivo Diego Dzodan.

Ele foi preso nesta terça-feira (1º), em São Paulo. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Marcel Maia Montalvão, do município de Lagarto, em Sergipe.

Causas da prisão do vice-presidente

Segundo o juiz, a empresa não está colaborando com as investigações da Polícia Federal sobre conversas no WhatsApp, aplicativo pertencente ao Facebook.

O crime que está sendo investigado é de tráfico de entorpecentes e, segundo o juiz, está sendo praticado por uma quadrilha local.

A assessoria do magistrado afirmou que uma decisão para liberação de dados do aplicativo sobre o assunto investigado já havia proferida, uma multa já havia sido estipulada. Com a recusa em repassar as informações, o juiz expediu o mandado de prisão.

De acordo com a Folha de São Paulo, a Polícia Federal informou que a prisão é de caráter preventivo. O vice-presidente do Facebook foi preso na residência de Dzodan, na capital de São Paulo. O executivo será conduzido à Superintendência da PF, na Lapa, em São Paulo.

O executivo assumiu o posto de vice-presidente na região em junho de 2014, em substituição a Alexandre Hohagen.

Procurado pela Folha, o Facebook não falou sobre o assunto. Já o WhatsApp diz que não guarda as mensagens que são trocadas entre usuários, por esta razão não pode entregá-las à Justiça ou à polícia.

Edição e postagem: Denison Duarte

Com informações da Folha de São Paulo

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE