10:16 am - domingo novembro 19, 2017

Adolescentes deixam o Facebook para os seus pais, diz estudo

Edição e postagem: Denison Duarte, em 16-01-2014 23:26 | Última modificação: 16-01-2014 23:26
Adolescentes deixam o Facebook para os seus pais, diz estudo

Hospital de Olhos

RIO – Mais de 3 milhões de adolescentes deixaram o Facebook desde 2011 nos Estados Unidos. É o que mostra um estudo do centro de pesquisas iStrategy, segundo o qual o número de usuários da rede social de 13 a 17 anos caiu de 13,1 milhões, em janeiro de 2011, para 9,8 milhões, em janeiro deste ano. O grupo, que representava 8,9% do total de usuários do site, hoje responde por 5,4%. Queda de 25,3%.

Entre as pessoas de 18 a 24 anos, a queda foi até um pouco maior, de 45,4 milhões para 42 milhões, de acordo com os dados da consulta, divulgada nesta quarta-feira, 16. A faixa etária representava 30,9% da rede de Mark Zuckerbeg em 2011, mas, três anos depois, representa 23,3%.

No mesmo período, o Facebook saltou de 146,8 milhões de usuários para 180 milhões na terra do Tio sam. O estudo mostra que esse crescimento se deu graças a internautas mais velhos. Foi um avanço de 32,6% entre pessoas de 25 a 34 anos, de 41,4% entre usuários de 35 a 54 anos e de 80,4% entre aqueles com mais de 55 anos.

De acordo com a entidade, o objetivo da pesquisa não foi mostrar novas redes que os adolescentes estariam procurando. Até porque boa parte dos usuários que em 2011 eram adolescentes ou jovens continuam no Facebook, mas, obviamente, mudaram de faixa etária.

Em 2011, a principal faixa etária era a de 18 a 24 anos, que representava 30,9% do universo total. Em 2014, os usuários de 35 a 54 anos tomam a frente, com 31,1%. Os antigos líderes, hoje, têm a cota de 23,3%.