3:52 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Presidente do PT diz que laudos são manipulados para manter Genoino preso

Edição e postagem: Leomar Duarte, em 29-11-2013 15:34 | Última modificação: 29-11-2013 15:34
Presidente do PT diz que laudos são manipulados para manter Genoino preso

Hospital de Olhos

O presidente do PT, Rui Falcão, disse nesta sexta-feira (29) que os laudos sobre as condições de saúde do deputado licenciado José Genoino estão sendo “manipulados” para mantê-lo na prisão.

O dirigente participou da abertura do fórum “Ideias para o Brasil”, promovido pela Fundação Perseu Abramo, centro de estudos ligado ao PT, em São Paulo. Após discursar por 12 minutos, ele embarcou para Brasília, onde se reunirá com a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir o cenário eleitoral para 2014.

Caso de Genoino divide cúpula da Câmara
Defesa de Genoino diz que faltou transparência ao laudo da Câmara
Se não conseguir prisão domiciliar, Genoino quer ficar em Brasília

Falcão afirmou que a prisão dos ex-dirigentes petistas José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares por envolvimento no esquema do mensalão é parte de uma “campanha antecipada” dos adversários do partido visando às eleições do próximo ano.

Em sua avaliação, que reproduz o que o PT vem manifestado em textos oficiais desde o final do ano passado, as siglas de oposição ao governo, a imprensa e as cúpulas do Judiciário e do Ministério Público “distorcem os fatos” para prejudicar a legenda.

“Acabamos de ver a ação penal 470 [nomenclatura jurídica do processo do mensalão], que condenou companheiros sem provas, inverteu o ônus da prova, fazendo que as pessoas tivessem que provar que são inocentes, que suprimiu o duplo grau de jurisdição, que puniu companheiros pelas tarefas que desenvolveram”, disse Falcão.

“E agora, não contentes com esse tipo de condenação política, humilham os companheiros na forma do cumprimento da pena. Colocam em risco –e serão responsabilizados por isso– a vida do companheiro Genoino, que padece de uma cardiopatia grave e manipula inclusive laudos para mantê-lo na prisão em condições que ele não pode suportar”, concluiu