11:30 am - quarta-feira julho 26, 2017

Alvo de protestos, Cabral diz se inspirar em papa e promete ser mais humilde

Edição e postagem: Denison Duarte, em 29-07-2013 21:04 | Última modificação: 29-07-2013 21:04
Educandário Menino Jesus

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), alvo de protestos que pedem sua saída do cargo e cujo governo é aprovado somente por 12 por cento da população segundo pesquisa recente, afirmou em declarações surpreendentes nesta segunda-feira que, inspirado pela mensagem do papa Francisco durante visita ao Rio, será um governante mais humilde e aberto ao diálogo.

Em seu segundo mandato seguido à frente do governo fluminense, Cabral negou que a mudança de postura tenha a ver com a proximidade das eleições do ano que vem. Ele tenta emplacar seu vice, Luiz Fernando Pezão, à sua sucessão e especula-se que ele poderia disputar um cargo eletivo em 2014, o que ele negou.

"Não serei candidato a cargo em 2014", disse ele em entrevista no Palácio Guanabara, sede do governo do Estado. "Meu recuo, mudança não tem a ver com a eleição dele (Pezão). Não mesmo", garantiu.

Segundo Cabral, apontado como governador pior avaliado entre os 11 que foram analisados em pesquisa do Ibope para a Confederação Nacional da Indústria, a mudança foi inspirada na mensagem deixada pelo papa Francisco, durante sua visita ao Rio na última semana para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

"O papa tocou a mim. Fui deputado mais votado, governador mais votado, senador também… estava precisando de muita dose de humildade e não tenho medo de dizer isso", declarou Cabral.

Francisco pregou no evento mais altruísmo, solidariedade, compaixão e uma sociedade mais humanista e menos focada nos valores materiais e econômicos.

Cabral tornou-se alvo principal dos protestos no Rio de Janeiro desde a onda de manifestações que chegou a levar mais de um milhão de pessoas às ruas de todo o país em junho.


Ver mais informação no portal Terra

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE