3:11 pm - sábado novembro 22, 7473

Brasileira entra na lista dos foragidos da Interpol após matar a própria filha se vingando do marido

Edição e postagem: Denison Duarte, em 11-08-2015 16:55 | Última modificação: 11-08-2015 17:18
Hospital de Olhos

Incluída na lista de foragidos iternacionais da Interpol, a brasileira Silvana Seidler é a principal suspeita de assassinar a própria filha, Carol Seidler Calegari, de 7 anos, para se vingar do pai.

De acordo com o Departamento de Polícia Federal, o esposo de Silvana se negava a reatar o relacionamento vindo a foragida a praticar o crime no dia 22 de dezembro de 2014, em Tubarão, no estado de Santa Catarina.

O corpo da criança foi encontrado no mesmo dia. O desaparecimento foi registrado na Polícia Civil pelo pai da menina. Segundo a polícia, um conhecido de Silvana abordou os policiais e disse que ela afirmou ter feito “uma coisa errada”.

3k48oe2bsw_5rrp6husgj_file

Silvana foi conduzida pela polícia até a delegacia. Em depoimento ela afirmou que estava dormindo e que quando acordou a filha não estava mais em casa. Antes do final dos esclarecimentos Silvana fugiu da delegacia e está desaparecida desde então.

A mãe foi indiciada em março deste ano pela Polícia Civil por homicídio qualificado. Na ficha da Interpol, consta que Silvana é procurada pela Justiça brasileira para cumprir a pena pelo assassinato e ocultamento de cadáver. Hoje a foragida é a principal suspeita do crime e está também na lista dos foragidos internacionais.

Qualquer informação que possa auxiliar na identificação do paradeiro da foragida internacional o contato deve ser feito via endereço eletrônico: [email protected]

SUA IDENTIDADE SERÁ MANTIDA EM ABSOLUTO SIGILO
11260695_1100688786625460_5837180411128997713_n

Edição e postagem: Denison Duarte

Com informações da Interpol

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE