11:47 am - sábado novembro 18, 2017

Quadrilha faz família refém na Bahia, rouba empresa de segurança e foge em direção ao Piauí

Edição e postagem: Denison Duarte, em 22-04-2016 13:21 | Última modificação: 22-04-2016 22:35
Hospital de Olhos

A sede da empresa de transporte de valores Prossegur foi explodida no município de Barreiras, Oeste da Bahia, por volta de 1h50 após uma quadrilha cercar o quarteirão onde fica a sede.

Houve troca de tiros com a polícia por mais de meia hora. Na ação, um militar ficou ferido com um tiro no pé. Ele recebeu atendimento no Hospital do Oeste e passa bem.

Uma vendedora identificada como margarete de Souza Ferreira afirmou que estava dormindo e acordou assustada com o barulho.

“Fique com medo quando ouvi as explosões, e fiquei dentro de casa. Soube que quem mora ainda mais perto da Prosegur teve o portão de casa todo atingido por tiros”, disse Margarete.

A sede da empresa Prossegur foi alvo de várias explosoes após o bando explodir a parede de uma residência ligada à empresa. O bando era composto por mais de dez criminosos fortemente armados.

O delegado Joaquim Rodrigues disse ao G1 que os bandidos usaram a residência para ter acesso à sede da empresa Prossegur.

A prossegur não informou o valor roubado

A família foi feita refém durante a ação. Nenhum dos moradores ficou ferido. O delegado disse ainda que o dinheiro foi levado, mas a quantia não foi revelada.

A Polícia Militar do Piauí informou ao Somos Notícia que dois carros fortes acabaram sendo explodidos dentro do estabelecimento. “Foram abandonados um Ford Ranger e uma Hillux. A fuga se deu no Sentido Piauí pela BR-135”, disse o policial Arleuson Ferreira.

Uma caminhonete foi usada pelos bandidos e logo foi queimada no intuito de atrapalhar as perseguições policiais.

A PM afirma ainda que o veículo de um casal que estava voltando de um aniversário foi tomado de assalto. O carro foi localizado em uma localidade conhecida como ‘Pedra de Cal’.

Na manhã desta sexta-feira (22), a Polícia também localizou outro carro utilizado pelos criminosos, que foi abandonado carregado de explosivos à altura do Km-173, da BR-135. O veículo foi recolhido pela PRF.

A Prossegur afirmou em nota que nenhum dos seus funcionários foi ferido. Ela diz ainda que se disponibiliza para colaborar com o andamento das investigações.

Edição e postagem: Denison Duarte

Colaboração: Polícia Militar do Piauí

Fotos enviadas ao Somos Notícia pela Polícia Militar do Piauí

prossegur

prossegur

prossegur