3:11 pm - quinta-feira novembro 23, 2580

Professora é assaltada em escola municipal no PI; ex-aluno expulso de sala é o suspeito do crime

Edição e postagem: Denison Duarte, em 25-05-2016 15:40 | Última modificação: 26-05-2016 10:09
Hospital de Olhos

Professora assaltada – Com uma arma na cabeça, uma docente foi assaltada dentro de uma escola municipal na zona Norte de Teresina durante o trabalho na noite da última segunda-feira (23).

A publicação relatando o ocorrido foi feito em uma rede social pela filha da vítima. Segundo ela, o suspeito de praticar o assalto é um adolescente.

A vítima disse que estava na companhia de outra colega de trabalho quando o assaltante (um adolescente) pulou a janela e entrou na sala.

“Ele apontou a arma para minha cabeça. Ele disse pra gente ficar caladas, que não iria ter problema algum, que ele só queria a bolsa e o celular. Meus documentos e minhas chaves estavam na bolsa”, relatou a a vítima.

Professora assaltada em escola teme voltar ao trabalho

Por nunca ter acontecido algo parecido nos seus 17 anos de profissão, ela diz agora estar com medo.

“Eu estou com medo de continuar trabalhando. Ontem mesmo vi alguns suspeitos rodando a escola. Precisamos de mais segurança. Não temos condições de trabalhar sem segurança. Infelizmente, acredito que vou ter que deixa de trabalhar. Já fiz um boletim de ocorrência”.

Ainda de acordo com relatos da professora, o suspeito de cometer o assalto é um ex-aluno, que chegou a ser expulso por entrar na escola portando uma arma.

O ocorrido resultou em um documento emitido pela escola endereçado à Secretaria Municipal de Educação (Semec) pedindo mais atenção à segurança da escola.

Outra notificação será encaminhada a Educare, que é o órgão responsável pelo projeto educacional no qual os docentes ministram suas aulas.

A Semec disse em nota que está tomando medidas necessárias para aquisição de equipamentos de monitoramento e vigilância eletrônica e com apoio de viatura 24h para as 303 unidades educacionais.

Veja nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) ressalta que as escolas são vítimas de inúmeros casos de violência na capital e, assim como toda a população, exige providências da segurança pública. Para tentar coibir as ações de criminosos, a Semec mantém agentes de portaria e cercas de segurança em escolas com maior vulnerabilidade. A Prefeitura de Teresina também está licitando o serviço de monitoramento e vigilância eletrônica com apoio de viatura 24h para as 303 unidades de ensino.

cefe14500303c2b24c5f3f5ddd2ce612

Edição e postagem: Denison Duarte
Com informações do Cidade Verde

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE