2:23 am - terça-feira novembro 21, 2017

Recém-formada, jornalista que se tratava contra depressão é encontrada morta em Teresina

Edição e postagem: Denison Duarte, em 12-02-2016 22:35 | Última modificação: 13-02-2016 13:35
Hospital de Olhos

Na manhã desta sexta-feira (12) a jornalista Julianny Nunes Melo, 24, foi encontrada morta na residência da mãe, no bairro Santa Cruz, zona sul de Teresina.

A jornalista estava com uma consulta agendada para a tarde desta sexta-feira. Segundo informações do Jornal Meio Norte online, ela se tratava de uma depressão.

A vida profissional, segundo o site, já estava sendo comprometida em razão da depressão.

Julianny Nunes atuava na Assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz). Ela teria ido ao trabalho por volta das 9h desta sexta-feira, com o objetivo de apresentar um atestado para garantir licença médica.

Concluído recentemente o curso de Comunicação Social pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e, segundo informações, seria contratada como assessora de comunicação em cargo comissionado.

A jornalista ficou conhecida quando fez uma postagem sobre a situação do conjunto habitacional Torquato Neto, em Teresina, que estava em condições de alagamento durante as fortes chuvas.

Uma das suas iniciativas foi chamar os veículos de comunicação para filmarem e veicularem reportagens sobre as condições precárias do bairro.

Jullianny Nunes vai ser sepultada na manhã deste sábado (13) no cemitério São José, na zona norte de Teresina.

Jornalista Julliany Nues
8e604cf0-3057-4673-8b07-535f35b70adc

Edição e postagem: Denison Duarte