1:59 pm - sábado novembro 18, 2017

Jornalista Deoclécio Dantas morre aos 77 anos em sua residência; família suspeita de infarto

Edição e postagem: Denison Duarte, em 10-08-2015 11:02 | Última modificação: 10-08-2015 21:02
Hospital de Olhos

Com suspeitas de infarto, o jornalista Deoclécio Dantas veio a óbito na madrugada desta segunda-feira, 10, enquanto dormia em sua residência, em Teresina.

“Foi bem quietinho, tranquilo como ele era […] Tudo indica que foi um infarto”, disse o filho do jornalista, Tito. O sepultamento, segundo a família, vai acontecer no cemitério São Judas Tadeu, na zona leste de Teresina.

“Ele não apresentava nenhum sinal de complicação de saúde nos últimos dias”, afirmou ao G1 o filho do jornalista, D’Sordi Dantas.

Além de jornalista e contabilista, Deoclécio Dantas teve passagens na política como deputado estadual e vice-prefeito de Teresina entre 1986 e 1989, na gestão do então prefeito Wall Ferraz, além de fazer parte da Academia Piauiense de Letras (APL)

A sua coragem e a busca insistente pela democracia e pela liberdade de imprensa foram a sua marca enquanto profissional da comunicação no estado.

Em sua carreira enquanto jornalista, Deoclécio Dantas passou pela TV Pioneira.

NOTA DA PREFEITURA DE TERESINA

A Prefeitura de Teresina decretou luto oficial de três dias pela morte do jornalista Deoclécio Dantas Ferreira, que faleceu na manhã desta segunda-feira, aos 77 anos. Deoclésio deixa um legado na comunicação, nas letras e na política.

Deoclécio Dantas foi membro da Academia Piauiense de Letras e do Conselho Estadual de Cultura, Diretor da Imprensa Oficial do Estado e Secretário Municipal de Trabalho e Ação Social da Prefeitura de Teresina. Na vida política foi vereador da capital pela Arena (1976) e deputado estadual por duas legislaturas (1978 e 1981). Deixou a Assembléia Legislativa para disputar a Prefeitura de Teresina, na condição de vice-prefeito de Raimundo Wall Ferraz, em 1985, na primeira eleição direta para o comando da capital piauiense em mais de 20 anos.

O prefeito Firmino Filho lamentou o falecimento do jornalista. “É com muita tristeza que recebemos essa notícia. Deoclécio foi um líder importante para a cidade, que contribuiu para o seu crescimento. Foi um grande vice-prefeito, um grande jornalista e um líder nato. Os meus sentimentos, em nome dos teresinenses, a toda a família”, disse.

Edição e postagem: Denison Duarte
Foto: Luiz Alberto Sanches