5:40 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Instalações e experimentos científicos da Uespi são destruídos durante incêndio em Corrente

Edição e postagem: Denison Duarte, em 18-10-2015 06:57 | Última modificação: 18-10-2015 08:55
Hospital de Olhos

Um incêndio ocorrido no final da tarde deste sábado, 17, destruiu os experimentos científicos dos cursos de Zootecnia e Agronomia do Campus da UESPI de Corrente.

De acordo com o professor Dr. Hermógenes Santana, um pequeno foco de incêndio foi visto a alguns metros das imediações do Campus e em poucos minutos o fogo se alastrou, invadindo as áreas de experimentos da universidade.

Os poucos alunos que estavam no campus no momento do início do incêndio conseguiram retirar os animais que estavam nas pastagens. Os animais ficaram abrigados no único galpão que não foi afetado, devido a ação de professores e alunos que tentaram proteger o patrimônio.

Foram destruídos 100% da produção vegetal, experimentos de nutrição bovina, um galpão recém-reformado, com 20 baias para aves, caixas d’água, mangueiras, um curral, um apiário e uma instalação de cerca elétrica, no valor de R$ 3 mil reais, recém instalada.

O professor Hermógenes Santana lamenta o ocorrido e afirma que providências legais serão tomadas.

“Acompanhado pelo diretor Salomão Cavalcante e pelo professor Maurílio, já estivemos na delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência, que será feito apenas na manhã deste domingo, segundo o agente que nos atendeu. Tomaremos as devidas providências legais para responsabilizar o culpado pelo incêndio, pois se trata, sobretudo, de um patrimônio público. Todos os anos se repete essa situação do fogo em nossa cidade, mas não é mais admissível que as pessoas continuem queimando o lixo, nós temos coleta periódica em nossa cidade, então não há justificativa”, disse o professor.

image

Quanto aos prejuízos, o professor lamenta a perda, sobretudo quanto aos investimentos que acabaram de ser realizados. “A Administração Superior já está ciente da situação e lamentamos que investimentos que acabaram de ser feitos pela UESPI foram destruídos hoje, assim como diversas outras, como a cerca elétrica doada pelo professor Maurílio”.

Na manhã deste domingo, 18, a Polícia Civil fará a perícia no local, segundo informações repassadas ao professor na 10ª Delegacia Regional de Corrente. Além disso, uma reunião será realizada para apurar os prejuízos.

No município de Corrente não há uma unidade do Corpo de Bombeiros, assim como em nenhuma cidade do extremo sul do estado do Piauí. Segundo informações, o quartel mais próximo está localizado na cidade de Floriano, distante 640 quilômetros.

Fonte: portal corrente

Denison Duarte – Amarante (PI)