3:53 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Ministério Público realiza na Câmara, Seminário da Promotoria de Justiça de Regeneração; fotos

Edição e postagem: Denison Duarte, em 19-09-2017 19:29 | Última modificação: 25-09-2017 08:19
Ministério Público realiza na Câmara, Seminário  da Promotoria de Justiça de Regeneração; fotos

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

A representante do Ministério Público, Dra. Valesca Caland Noronha, realizou na manhã desta terça-feira (19) na Câmara de Vereadores o I Seminário da Promotoria de Justiça de Regeneração.

O objetivo, segundo ela, foi discutir a intersetorialidade como estratégia para o avanço das políticas públicas e uma gestão de excelência. O evento teve como cerimonialista, a professora e empreendedora, Marciane Morais, e como responsável pela organização, o empresário Silvio Vilarinho.

O tema foi amplamente discutido por palestrantes que enfatizaram subtemas como ‘Liderança e Gestão de Excelência’ (coach Márcio Lima); ‘Intersetorialidade como estratégia para o avanço das políticas públicas e plano de ação estratégico’ (assistente social Iraneide Cristina Viana); e ‘O papel do Ministério Público’ (promotor Dr. Carlos Washington Machado).

A demanda de pessoas atendidas pelo Ministério Público que poderiam ter seus problemas resolvidos em outros setores e na competência de outros profissionais foi o objetivo do I Seminário da Promotoria de Justiça, que reuniu grande público na Câmara de Vereadores, a partir das 8h30.

O evento, pautado pelas normas gerais do cerimonial Ministério Público Federal, nesse primeiro momento, buscou orientar aos participantes quanto ao papel do Ministério Público, missão confiada ao promotor florianense, Dr. Carlos Washington Machado.

O I Seminário da Promotoria de Justiça terá continuidade em outros três momentos e em datas distintas: em dezembro de 2017 e em março e julho de 2018, quando os demais setores públicos deverão explanar sobre o papel verdadeiro de cada órgão e dos seus servidores.

“O nosso objetivo é deixar claro os serviços que cada setor oferece. Cada um de nós tem que dizer à população o que fazemos e qual é a nossa missão para que, quando o cidadão precisar, ele saiba para onde ir e a quem recorrer ”, afirmou a promotora Valesca Caland ao SOMOS NOTÍCIA.

“É preciso entender que as políticas não se desenvolvem de forma fechada e sim de maneira integrada, afinal, somos todos peças de uma única engrenagem. Esse é o primeiro passo para uma gestão de excelência para que a sociedade seja bem atendida”, reforçou.

O palestrante, Dr. Carlos Washington avaliou como positivo o evento e relembrou ainda que o Ministério, a partir de 1988, se tornou um guardião da democracia, o que tem refletido positivamente a imagem dos promotores na sociedade.

“A sociedade tem reconhecido no Ministério Público esse grande guardião da democracia como um promovedor da Justiça. Historicamente a sociedade vive refém de mazelas, refém da própria deficiência do poder do estado, que tem se omitido, e com isso o cidadão comum não encontra esse amparo no poder público e recorre ao Ministério Público”, disse ele.

“Lamentavelmente as instituições não estão assumindo como deveriam os seus papéis nas suas atribuições. O que queremos é exatamente isso: esclarecer, alertar as instituições para que cada uma exerça o seu papel verdadeiro na sociedade. Esse evento trouxe diversas lições, ele trouxe o despertar de lições que devem ser executadas no dia a dia. Esse evento vai trazer resultados positivos num breve espaço de tempo”, completou.

Participaram do evento os promotores de Justiça Dr. Carlos Washington Machado (Floriano) e Afonso Aroldo Feitosa Araújo (Amarante), o prefeito de Regeneração – Dr. Hermes Júnior, e a presidente da Câmara de Vereadores, Jaqueline Mendes de Lima.

Como convidados, estiveram na mesa de honra o coach e professor regenerense, Márcio Lima; a assistente social, Iraneide Cristina Viana; a secretária municipal de Assistência Social, Janete Neiva; o vereador Ciríaco Araújo; o gerente regional da VI Gerência Regional de Educação, Francisco Moura da Silva; o delegado de polícia, Otony Nogueira; o policial civil, Paulo Henrique; o comandante da 2ª Cia, do 18º Batalhão de Polícia Militar, capitão Franco Pereira da Silva; e o morador regenerense – Raimundo Nonato da Cunha Rios.

I Seminário da Promotoria de Justiça de Regeneração