7:24 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Casal parnaibano percorre cerca de 10 mil km de moto em viagem do Piauí ao Uruguai

Edição e postagem: Denison Duarte, em 26-01-2014 13:10 | Última modificação: 26-01-2014 13:15
Hospital de Olhos

Bergson Pessoa e Lidiane da Rocha saíram de Parnaíba, Litoral do estado. Casal já percorreu várias cidades do Brasil e previsão de retorno é dia 31.
Ir ao encontro de belezas desconhecidas e desbravar o extremo sul brasileiro. Foi com esse pensamento que o casal de piauienses Bergson Pessoa, 29 anos e Lidiane da Rocha, 30 anos, resolveu deixar a cidade de Parnaíba, no Litoral do Piauí para percorrer cerca de 10 mil km de moto até o Uruguai. A aventura teve início no dia 4 de janeiro e o retorno do casal está previsto para 31 deste mês.

A ideia foi de Bergson, que é bancário, mas foi prontamente aceita pela mulher Lidiane, que é professora. Eles aproveitaram as férias para colocar em prática a quarta viagem de moto. Esta não é a primeira vez que o casal deixa o Piauí em busca de aventura. Nos últimos anos eles têm aproveitado a temporada de férias para conhecer locais como Minas Gerais, Maranhão e a Argentina.

Com o dinheiro das férias e algumas economias, Bergson e Lidiane programaram a viagem e deixaram para trás a família, amigos e uma capelinha onde participam de um grupo de oração da Renovação Carismática, movimento ligado à Igreja Católica.

Casal vai percorrer cerca de 10 mil quilômetros na nova aventura (Foto: Bergson Pessoa/Arquivo Pessoal)
Casal vai percorrer cerca de 10 mil km na nova
aventura (Foto: Bergson Pessoa/Arquivo Pessoal)

“Compensamos essa ausência no grupo quando passamos na Canção Nova em São Paulo. O melhor da viagem é conhecer novas paisagens e fazer novos amigos por onde passamos. Claro que há riscos, por mais cuidado que se tenha estamos sujeito a tudo, mas temos confiança total em Deus e viajamos tranquilos e nosso grupo reza todo dia por nós”, disse o bancário.

Casal de piauienses registra todos os momentos fa viagem em fotos (Foto: Bergson Pessoa/Arquivo Pessoal)
Casal registra todos os momentos da viagem
em fotos (Foto: Bergson Pessoa/Arquivo Pessoal)

Os dois rodam até às 18h e pernoitam em hotéis ou na casa de amigos que mantém em algumas cidades.  No baú da motocicleta, o casal leva apenas o necessário, como por exemplo, produtos de higiene pessoal. O que compram pelo caminho vão despachando via Correios. “Aprendemos com essas viagens que não se deve ‘carregar melancias’ ou seja, levar somente o necessário”, relatou Bergson.

Nessa nova aventura o casal já passou pela Chapadinha Diamantina (BA), São Roque, Sorocaba e Biritiba Mirim, em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “O melhor de tudo são os amigos que nos apoiam pelo caminho. Nosso amigo Flávio e sua esposa Rita saíram de São Roque e nos encontramos na Chapada Diamantina, voltamos e nos hospedamos em sua casa. Em Sorocaba fomos recebidos com festa e em Biritiba Mirim com churrasco”, contou.

O percurso de 10 mil km em uma motocicleta de forma alguma é motivo para reclamação dos viajantes. Para o casal, o desconforto é compensado pelo prazer de pilotar, de ver e sentir novas paisagens, tomar chuva, frio, vento,  sol, os cheiros, as curvas da estrada, rever os amigos e se sentir valorizados por eles.

“É diferente de entrar em um carro com ar condicionado, fechar as janelas e viajar. Não tem graça. Em nossa lua de mel viajamos de carro, mas nem se compara. Minha esposa é minha fiel companheira e sente tudo isso comigo. O prazer que sentimos na estrada vem dessas coisas que pra nós são de Deus, ou seja, nas viagens buscamos outra forma de sentir a Deus”, completou Bergson.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE