3:35 pm - sábado novembro 18, 2017

Azul quer aumentar número de voos em 30% durante a Copa

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-01-2014 23:03 | Última modificação: 09-01-2014 23:03
Azul quer aumentar número de voos em 30% durante a Copa

Hospital de Olhos

Pedido será analisado pela Anac, que deve dar resposta até 15 de janeiro.
Juntas, todas as companhias solicitaram 1.523 voos extras para o período.

A companhia aérea Azul se reuniu nesta quinta-feira (9) com integrantes do governo para reiterar a intenção de aumentar em 30% a oferta de voos no país durante a Copa, entre junho e julho. Em reunião na Casa Civil, a ministra Gleisi Hoffmann e o diretor de Relações Institucionais da companhia, Victor Rafael Celestino, conversaram sobre o pedido apresentado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e que deve ter resposta na próxima quarta-feira (15).

A reunião foi convocada pela ministra da Casa Civil, para parabenizar a Azul pela iniciativa da criação de um teto tarifário no período da Copa. Por meio de nota, divulgada após o encontro, Gleisi classificou a atitude da companhia como “colaborativa” e “sobretudo respeitosa com os consumidores”.

A Anac abriu um dezembro um prazo para que as companhias aéreas apresentassem suas demandas de ampliação de malha aérea durante a Copa. Segundo a agência, “a análise levará em conta o número de alterações ou inclusões apresentado por cada companhia, sendo o objetivo principal a alocação de todos os voos, desde que haja capacidade”.

A Azul, que atualmente opera 900 voos diários, solicitou à Anac 300 voos extras para o período. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), ao todo foram solicitadas 1.523 novos voos por todas as companhias.

Durante a reunião na Casa Civil, Victor Celestino também demonstrou interesse no plano de aviação regional lançado pelo governo federal, que criará aeroportos e linhas em cidades de médio porte. De acordo com a assessoria da Casa Civil, o diretor de Relações institucionais da Azul pediu para conhecer com mais detalhes o programa.

Tarifa teto
Na última quarta-feira (8), a Azul anunciou que todas não ultrapassarão o teto de R$ 999 entre os dias 12 de junho e 13 de julho. Segundo a empresa, os limites serão garantindo considerando origem e destino, não importando o número de escalas ou conexões no trecho.

Segundo nota divulgada pela companhia, é estimular a demanda por passageiros, “proporcionando aos brasileiros, um povo tão apaixonado por futebol, a oportunidade de participar das competições e futebol no país”.