8:47 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Depois de anulada, prova do concurso da Polícia Militar do Piauí será reaplicada dia 9 de julho

Edição e postagem: Denison Duarte, em 24-05-2017 15:07 | Última modificação: 24-05-2017 16:19
Depois de anulada, prova do concurso da Polícia Militar do Piauí será reaplicada dia 9 de julho

Foto: Meio Norte

Hospital de Olhos

A prova do concurso da Polícia Militar do Piauí, que foi anulada por fraude no último final de semana, foi remarcada para o dia 9 de julho. A informação é do reitor da Universidade Estadual do Piauí, Nouga Batista.

Durante uma coletiva realizada nesta terça-feira (23) a prova estava marcada para o dia 2 de julho, em seguida foi alterada para o dia 9 por coincidirem com as provas do concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Uma empresa, segundo o coronel Carlos Augusto – comandante da Polícia Militar, será contratada para fazer a impressão das provas do concurso. “O Nucepe não será mais responsável pela elaboração das provas, e essa decisão nós tomamos mediante autorização do governador Wellington Dias, que está preocupado em dar maior transparência para toda a sociedade piauiense nesse momento. O próprio Nucepe optou por se preservar, porque não temos a autoria definida sobre quem vazou essas questões”, disse ele.

A contratação para a aplicação das novas provas objetivas já está autorizada pelo governador do Piauí, Wellington Dias, que atendeu prontamente ao secretário de Segurança, Fábio Abreu e ao coronel Carlos Alberto..

Ao todo, 12 pessoas foram presas sob acusação de envolvimento na fraude e vazamento da prova de Português.

Fábio Abreu afirmou que os indícios apontam que o vazamento das provas aconteceu na origem da elaboração e aplicação, que coube ao Nucepe. “Não é que o Nucepe não tenha idoneidade, mas precisamos de uma empresa diferente e com experiência nacional para a reaplicação da prova”, declarou.

Com informações do Meio Norte

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE