10:50 pm - sábado novembro 18, 2017

‘Não quero ser prefeito de São Francisco visando um projeto de poder’, afirma Adelbarto Santos

Edição e postagem: Denison Duarte, em 06-02-2016 10:37 | Última modificação: 14-06-2017 01:17
Hospital de Olhos

História de Adelbarto Santos – Um nome constituído no seio de uma família que conheceu de perto o sucesso vindo do trabalho, mas que aprendeu valorizar as próprias experiências pelo suor dos esforços.

Adelbarto Santos, aos 29 anos, apresenta ao público de São Francisco do Maranhão, através do Somos Notícia, a sua trajetória de persistência e determinação que o elevou à condição de empresário bem-sucedido.

Ao perder o pai Sebastião Patiliro aos 13 anos de idade, o empresário revela as razões que o levaram a se ausentar aos 16 anos da companhia da mãe, dona Francisca Rodrigues da Silva, e dos quatro irmãos, em busca dos ideais. O objetivo de Adelbarto passou a ser superar os obstáculos, os mais diversos possíveis, para oferecer à família uma condição digna de vida.

Antes de se tornar um empresário renomado no ramo de material de construção, a partir de 2007, o franciscoense relata na sua história de dificuldades e superações que morou com amigos e que ainda passou fome na infância. Emocionado, ele diz que chegou à condição de sucesso pela soma dos esforços da família.

De vendedor de bananas e dindin aos 7 anos de idade, Adelbarto Santos concluiu o Ensino Médio com imediata aprovação em cinco vestibulares pelo Brasil, vindo a se formar em História e Ciências Contábeis, em Amarante, no Piauí.

Com o sucesso nos estudos e na vida empresarial, ganhou força o desejo de melhorar a vida sofrida dos franciscoenses. Adelbarto decidiu se projetar na política em 2012 se lançando candidato a prefeito.

A experiência em Administração e o olhar sensível às necessidades dos conterrâneos reafirmam o desejo do franciscoense em se projetar outra vez como pré-candidato a prefeito em São Francisco nas eleições, em 2016.

Com uma história de humildade e aceitação também na política, a pré-candidatura de Adelbarto Santos pelo PCdoB conta com o apoio do deputado estadual Stênio Resende, do deputado federal Rubens Júnior e do governador do Maranhão, Flávio Dino.

Adelbarto Santos, durante a entrevista ao Somos Notícia, assegura que o perfil de um bom político não pode deixar de ter o respeito às pessoas e o pensamento coletivo. Na história de Adelbarto Santos, relatada por ele, é destacado que o empresário não visa a sua candidatura pelo poder, mas pelo desejo de melhorar a vida dos franciscoenses.

Ele completa a entrevista afirmando que Dilma Rousseff, Flávio Dino e Adelbarto Santos representam o alinhamento perfeito para transformar para melhor a vida dos franciscoenses.

CONFIRA A HISTÓRIA DE ADELBARTO SANTOS NARRADA POR ELE MESMO

NASCIDO NA ZONA RURAL
Eu nasci e fui criado no povoado Mimoso. Fiquei lá até os 16 anos. Tive formação do interior, mas sempre tive desejo pelos estudos. No colégio onde estudei, no Mimoso, onde fiz até a 8ª, sou uma referência até hoje.

Sou filho de Sebastião Patiliro (falecido aos 48 anos), cheguei a perder meu pai aos 13 anos. A minha mãe, Francisca Rodrigues da Silva, foi a maior referência que eu tive. Ela é, e sempre foi, muito trabalhadora, chegando a lavar roupas de outras pessoas para conseguir o nosso sustento.

Somos cinco filhos, quatro homens e uma mulher. Tenho 29 anos, mas essa história de dificuldades que eu conto é para servir de exemplo para as pessoas de modo geral. A gente mostra para focar que temos as raízes voltadas ao nosso lado humilde. É uma experiência de vida que chegou com o sofrimento.

DESEJO PELOS ESTUDOS E FORMAÇÃO PROFISSIONAL
Eu sempre gosto de lembrar do meu lado de estudioso e de empreendedorismo. Nos meus sete anos eu já vendia bananas, vendia dindin no Mimoso. Essa facilidade de trabalhar com venda eu sempre tive. Quando cheguei em São Francisco, eu morei em 13 casas para poder concluir o Ensino Médio, sempre na casa de amigos, pois não tínhamos condição de ter uma casa. Tivemos tempos difíceis, e minha mãe me chamava para ir embora (voltar ao Mimoso) e eu dizia a ela que não ia abrir mão do meu projeto.

Em 2005 passei no concurso da Prefeitura de São Francisco, e, quando terminei o Ensino Médio, passei em cinco vestibulares em faculdades pelo Brasil. Eu me formei em História em Amarante e fiz Ciências Contábeis. Passei para Física na Federal, em Administração – em Brasília, e passei também para Matemática, foi quando a gente começou a trabalhar e estudar.

Eu faço tudo pela minha família para retribuir o esforço que fizeram por mim. Quando o nosso pai faleceu a gente ficou muito apegado com a mãe e uns com os outros.

VALORIZAÇÃO À FAMÍLIA

O meu passatempo predileto é estar com os meus filhos e minha esposa Helainne Visele. Temos dois filhos (Alícia Vitória – 3 anos, e Alvaro Beijamin – 6 meses) Eu valorizo muito a família. Eu gosto de trabalhar, estudar e estar com os meus filhos.

CAPACIDADE DE ADMINISTRAR
A minha paixão pelo comércio começou em 2007, quando começamos a realizar o nosso negócio. Fundamos a Maranata em julho de 2007. A gente montou essa empresa no seguinte lema. “Empreender de forma inovadora buscando sempre a harmonia e uma parceria duradoura com a sociedade, clientes e parceiros”.

Escolhemos comercializar material de construção porque os meus irmãos sempre trabalharam com caminhão de material. Eles gostam desse serviço. Em 2007, essa era uma área (venda de material de construção) que estava muito a desejar em nossa região. Escolhemos para a nossa empresa um nome Maranata bíblico. Eu sou evangélico e um dos meus pilares é a família e Deus. Eu acredito que tudo o que acontece em minha vida é Deus que propicia, é providência divina.

FAZER GESTÃO PELA CAPACIDADE DE ADMINISTRAR
Quando a gente tem visão empreendedora, mais cedo ou mais tarde a gente termina conciliando ela com o município. Se a gente surge do nada e transforma uma empresa em um negócio grande e possível comparar o nosso potencial de administrar com a capacidade de fazer gestão no município que vive de forma carente. Vemos em nossa cidade gestores que não tem compromisso com a população e com cidade e não paga funcionários em dia, além de não manterem a cidade limpa.

Tem gente que tem uma visão errada sobre são Francisco. Hoje nós temos uma cidade mal administrada porque não temos gestores com compromisso com nossa cidade.

Algumas pessoas me perguntam porque eu vou entrar em política? Hoje nós temos uma visão clara sobre como está São Francisco, o nosso município está numa situação triste, e não cabe a mim criticar, mas cabe a mim sugerir que a gente pode fazer uma administração melhor, pensando em valorizar as pessoas do município. As pessoas ficam satisfeitas em ver que o prefeito paga o salário em dia, isso contribui muito para o desenvolvimento da cidade.

ENTRAR NA POLÍTICA EM BENEFÍCIO DO COLETIVO
Eu entrei na política em 2010. Muitos me perguntam: porque você entrou na política se já conseguiu vencer na vida? O governador do Maranhão Flávio Dino é uma fonte de inspiração para mim. Ele deixou de ser presidente do Conselho Nacional de Justiça para se candidatar a governador do Estado do Maranhão. Ele me disse que “a política precisa de pessoas que querem o bem do povo”. Nós não podemos deixar a vida das pessoas nas mãos dos maus políticos. Se Flávio Dino disse está abrindo mão do seu projeto de vida consolidada para fazer uma renovação na política do maranhão, porque eu não fazer o mesmo pelo nosso município?

Me filiei ao partido dele (PCdoB) em 2010 e comecei a trabalhar com ele pelo seu projeto de governo do estado.

PRINCIPAL CARACTERÍSTICA DE UM BOM GESTOR
É preciso pensar no coletivo. Se for para entrar na política pensando no pessoal, pensando em ganhar dinheiro é melhor deixar de lado, a política é um projeto coletivo. É usar o que se tem de bom para alcançar o coletivo.

ESTABELECER COMPROMISSO COM O FUTURO DE SÃO FRANCISCO
Eu me sinto comprometido com a minha cidade. Quando eu me candidatei a prefeito em 2012, o nosso objetivo era esse, estabelecer esse compromisso. Eu jamais pensaria em me candidatar a prefeito de são Francisco pensando em um projeto de poder. Eu posso contribuir muito para a transformação da cidade.

SER CANDIDATO PELA VONTADE POPULAR
Hoje nós temos um projeto para a cidade. A gente já vem trabalhando como pré-candidato desde 2012, pelo trabalho estamos fazendo, e pela repercussão que já foi a nossa candidatura em 2012. Necessariamente eu queria que a população visse nossa qualidade. Eu não quero forçar para ser candidato a prefeito, eu quero mostrar que tenho condição de ser prefeito e fazer um bom trabalho em São Francisco do Maranhão.

APOIO DOS GOVERNOS FEDERAL ESTADUAL E LIDERANÇAS
Eu sou filiado ao partido do governador PCdoB e temos hoje o deputado estadual que é o Stênio Resende e federal que é o Rubens Júnior. Nós temos apoio, mas não queremos ser candidatos a qualquer preço. Não queremos ser candidatos só por querer. Nós queremos ser candidatos com o apoio do povo, mas sendo vistos como o melhor para são Francisco. Se a população achar que o Adelbarto não é o melhor, eu não me lanço candidato.

Eu tive um contato com o governador e ele me disse: “Adelbarto, o que eu puder fazer por você, eu vou fazer”. Isso é pelo reconhecimento do que somos como pessoa. Eu não quero ser prefeito só pelo poder, nós queremos mudar a história de São Francisco mostrando que é possível governar com responsabilidade, fazendo um trabalho honesto e respeitando as pessoas.

GERENCIAMENTO DE CRISES
Eu gosto sempre de dizer que sou um cara que já passou por todos os cenários de dificuldades que você possa imaginar. Eu perdi meu pai com 13 anos, já passei fome, se eu tivesse de me desviar já teria desviado. Eu sou a prova de que sabemos administrar dinheiro. Eu sempre me mantive com o pé no chão, valorizando as pessoas e respeitando os amigos.

Com Dilma no Governo Federal e Flávio Dino no governo do estado, nós teremos como fazer uma boa administração para São Francisco. Nós teremos condição de transformar a cidade de São Francisco, nós temos condições de mudar a realidade das pessoas porque, além de representar a prefeitura, nós teremos um respaldo do governo do estado e do governo federal.

Temos todas as condições necessárias de transformar a cidade de São Francisco. Nós queremos fazer um trabalho de conscientização, portanto, não podemos escolher mais um mau gestor para São Francisco porque o município não aguenta, além de trazer descrédito para a nossa cidade. Precisamos escolher alguém que faça um choque de gestão. Somos uma cidade de mais de 90 anos e não temos nada em nosso município. Precisamos ter uma gestão que respeite as pessoas. É preciso ter compromisso com as pessoas e as demais áreas também vão objetivar uma cidade melhor para o povo de São Francisco do Maranhão.

Edição e postagem: Denison Duarte

Fotos: perfil pessoal de Adelbarto Santos

Momentos da história de Adelbarto Santos

11831705_794119014019158_3745337433465348623_n
história de adelbarto santos

971277_560833247347737_7888143407163403820_n– A política presente na história de Adelbarto Santos –

1780806_1039675979391896_8858561294514296642_n

10494867_606359389461789_5397811997054971454_n

11015750_786994358064957_2289030893085270079_n

11755485_1474194902893867_5569014756867526597_n