4:09 pm - quarta-feira novembro 22, 2017

Polêmica em funeral de Mandela

Edição e postagem: Denison Duarte, em 15-12-2013 00:24 | Última modificação: 20-12-2013 10:29
Hospital de Olhos

JOHANNESBURGO – Após dez dias de homenagens, o corpo de Nelson Mandela será enfim sepultado no vilarejo de Qunu, no Sudeste sul-africano, lugar onde cresceu e pediu para ser enterrado. Este sábado, véspera da cerimônia de Estado que servirá como último adeus ao líder sul-africano, no entanto, foi marcado pelas reclamações dos que se viram excluídos da despedida, sejam cidadãos comuns ou personalidades. A maior polêmica ficou por conta do arcebispo emérito anglicano Desmond Tutu, parceiro na luta contra o apartheid, que disse não ter sido convidado — o governo sul-africano negou, e à noite Tutu confirmou presença no funeral.

“Eu adoraria comparecer para me despedir de alguém que eu amei, mas seria desrespeitoso a Tata (pai, na língua xhosa) invadir o que foi descrito como um funeral fechado para a família”, disse Tutu em comunicado divulgado de manhã.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE