12:19 am - segunda-feira outubro 23, 2017

Chuvas: deslizamento de terras deixa mais de 250 mortos na Colômbia

Edição e postagem: Denison Duarte, em 02-04-2017 11:43 | Última modificação: 02-04-2017 11:43
Chuvas: deslizamento de terras deixa mais de 250 mortos na Colômbia

Foto: César Carrión/Oficina de Prensa de la Presidencia de Colombia via AP

Hospital de Olhos

DESLIZAMENTO DE TERRAS – As fortes chuvas que caíram sobre Mocoa, que fica no sul da Colômbia, e um deslizamento de terras deixaram 254 pessoas mortas, segundo balanço divulgado na manhã deste domingo (2) pelas redes CNN, BBC e pela agência Reuters.

As buscas pelos desaparecidos estão mobilizando 1100 soldados e policiais em toda a região atingida. O governo colombiano decretou estado de calamidade pública.

Segundo o G1, aproximadamente 400 pessoas estão feridas, e mais de 200 seguem desaparecidas. O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, esteve no local da tragédia e decretou situação de emergência.

Na madrugada de sábado, uma forte chuva provocou o transbordamento dos três maiores rios da cidade, que atualmente possui mais de 40 mil habitantes.

A província fica próxima à fronteira com o Equador. Um rastro de destruição foi deixado pelas águas e escombros que invadiram ruas e avenidas.

Um deslizamento de terras deixou bairros inteiros encobertos de lama e pedras, além de casas arrastadas e pontes destruídas.

O próprio prefeito da cidade José Antonio Castro está desabrigado. Segundo ele, “uma grande parte das muitas casas foi tomada pela avalanche, mas acima de tudo as pessoas foram avisadas com tempo suficiente para sair, mas casas em 17 bairros foram devastadas.”

Outro deslizamento de terras teria matou várias pessoas bem próximo a Medellín, que fica 500 Km ao norte da província.

Deslizamento de terras | O número de mortos pode aumentar no decorrer do dia

Foto: César Carrión/Oficina de Prensa de la Presidencia de Colombia via AP