Silvio Santos prepara testamento e escolhe filha caçula para cuidar dos negócios
5:36 am - quinta-feira setembro 21, 2017

Silvio Santos prepara testamento e escolhe filha caçula para cuidar dos negócios

Edição e postagem: Denison Duarte, em 10-10-2013 01:35 | Última modificação: 10-10-2013 01:35
Educandário Menino Jesus

Silvio Santos tem visão de futuro. Aos 82 anos, o apresentador já começou a preparar sua família, em especial suas seis filhas, para quando não estiver mais vivo. “Existe a preocupação. Mostrei a ele a necessidade disso”, disse Iris Abravanel, mulher de Silvio em entrevista à revista Claudia de outubro de 2013.

Para Iris, além das consequências naturais em sua casa, a morte do dono do SBT vai mexer também com milhares de famílias que trabalham no grupo. E não é exagero. Este ano o apresentador foi apontado pela revista Forbes como um dos maiores bilionários do mundo. Sua fortuna soma 1,3 bilhão de dólares, além de 30 empresas.

“Não gostávamos de tocar no assunto. Silvio, com habilidade, foi falando. As meninas choravam, demoraram a aceitar a realidade”, confessou Iris, que viu que aquela conversa era fundamental. “Apesar da clareza das leis, seria inconsequência não deixar tudo acertado”, disse sobre o testamento.

Iris é mãe de quatro meninas com Silvio Santos: Daniela, de 35 anos, é diretora artística do SBT, Patrícia, de 33, é apresentadora, Rebeca, de 30, diretora da Jequiti e Renata, de 27 anos, atua com Guilherme Stoliar no comando da holding. As outras duas filhas do apresentador, Cintia, de 50 anos, que cuida dos shows de Carrossel e Silvia, de 43, que dirige o núcleo infantil, são frutos do primeiro casamento com Cidinha Abravanel. E é exatamente Renata, a filha mais nova de Iris, quem vai cuidar dos negócios do pai. “A caçula, um Golias. Já está sendo preparada pelo pai”, contou.

Ao lado de Silvio Santos desde os 19 anos de idade, quando o conheceu no Guarujá, Iris revelou que apesar de sua família ser muito unida, já passou por muitos problemas com o marido. “Silvio tinha um ciúme doentio. Queria me guardar, me proteger. Mas me atrapalhou”.

A crise levou o casal à separação em 1992. “Foi uma guerra. Ele me deixou mal. Ele saiu. Mas viu que perdia, além de mim, o ambiente de aconchego que construí. Era o lugar onde podia ser ele mesmo”.

Depois da reconciliação, Iris falou: “Nunca mais a gente se separa. Acabou! Você vai me aguentar para o resto da vida”. E, segundo ela, não guardam raiva um do outro por este episódio. “O que um fez para derrotar o outro está enterrado”, garante.

Trabalhando em um luxuoso escritório no bairro do Morumbi, em São Paulo, da janela de sua sala Iris consegue ver sua casa. E é de lá, da janela mesmo, que Silvio a chama para tomar café da tarde, uma tradição na casa do apresentador. “Comemos pãozinho com manteiga, café com leite. Não é chá refinado, é média, mesmo”, descreve Iris. E entrega um pecado do marido: “Silvio devora doce de padaria, rocambole, bolo. É um formigão”.

E se na vida pessoal tudo vai bem, na profissional Iris Abravanel também não tem do que reclamar. Dona de casa até os 60 anos, resolveu colocar “a cara a bater”, como ela mesma disse e começou a escrever novelas. Lançou a primeira, “Revelação”, em 2008 e hoje é responsável por uma das maiores receitas da emissora, o remake da trama infantil “Chiquititas”.

E diz que apesar de receber muitas críticas positivas, nem liga para as negativas. “Minha preocupação é dar empregos”.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE